Agência reguladora pode parar de funcionar por “falta” de dinheiro

A incompetência estatal é tão grande que o próprio estado cria a crise que o afeta posteriormente. Um exemplo disso foi a entrevista ocorrida hoje (23) do diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Tiago de Barros, afirmando que o órgão pode parar de funcionar por “falta” de dinheiro. A agência propôs um orçamento de R$ 240 milhões para este ano, a presidente afastada Dilma Rousseff aprovou R$ 200 milhões e a agência gasta R$ 165 milhões por ano com salários de funcionários públicos, sobrando R$ 35 milhões para todas as atividades por todo o ano.

De acordo com Tiago, “Do jeito que está, a gente não fecha o ano. Daqui a dois meses, teria que parar o serviço porque não tem dinheiro para pagar a conta de luz.” No início de maio, a Aneel suspendeu os serviços de teleatendimento ao consumidor e as audiências públicas para discussão de temas regulatórios.

A Aneel parar de funcionar seria uma ótima notícia para os consumidores brasileiros, faltando apenas desregular o setor para que houvesse livre mercado, como praticamente já ocorre no “mercado livre de energia” brasileiro, voltado para a venda de energia no atacado entre médios e grandes geradores e consumidores de energia.

Vaquinha O ILISP tem atuado contra a legalização do aborto e em defesa do direito à vida no STF. Para custear a causa, lançamos uma vaquinha. Os interessados em nos ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

9 COMENTÁRIOS

  1. Ótima notícia?? Uma ova!! A ANEEL é a única agencia reguladora que efetivamente defende os interessses do consumidor. Deveriam deslocar esse comentário para a Anatel – essa sim foi capturada pelas operadoras de telefonia e outras congêneres!!

    Com todo o respeito à opinião de quem escreveu essa matéria, mas ela sequer conhece o que faz a ANEEL. Deveria estudar melhor sobre que é o setor elétrico brasileiro antes de se aventurar a falar sobre o que pouco entende.

    Outra coisa, o setor de utilities deve ser sim regulado para evitar o que já aconteceu nos Estados Unidos como no caso da ENRON.

    Se não fosse a ANEEL dificilmente a população teria o valor da tarifa recomposta para menor após a regularização do nível dos reservatórios.

    Com todo o respeito que merece Sr. Editor, sua opinião final é desprovida de qualquer bom senso. E, sinceramente, na atual conjuntura essa matéria é um total desserviço à sociedade brasileira. Saudações.

    • Todas as agências reguladoras devem ser extintas, sem exceção. A livre concorrência é muito melhor e mais efetiva do que a regulação estatal, que no caso da ANEEL, é que a mais impede que o mercado livre de energia também seja aplicado para o varejo e não apenas no atacado. Pela sua lógica o preço de serviços e produtos nunca cairia quando os custos caem, o que é uma total inverdade.

      • Houve distorção do que eu disse. E muito pelo contrário, o preço do serviço de energia elétrica somente cai, no caso em tela, pela regulação da ANEEL. Mais uma vez, o Senhor confunde Mercado Livre de Energia com o conceito de livre mercado aplicável à economia como um todo. Em todo caso louvável seu esforço em tentar compreender.

        • “o preço do serviço de energia elétrica somente cai, no caso em tela, pela regulação da ANEEL” hahahahahaahahahahahahahahahahaahahahaha
          Você só pode viver em Nárnia, sério.

      • Muito bom seu texto Marcelo. Desde as criações de todas as “ANs” sempre imaginei um cabide de empregos, que fez o mercado diminuir. Trabalhava com planos de saúde, e vi eles sumirem do mercado pouco a pouco, por causa das pressões e leis mirabulantes da ANS. Hoje quase não temos planos de saúde pra pessoa física, e como a Saúde pública não existe, estamos encurralados. Olhando os gastos com a ANS (mais de 400 milhões) poderiam ser revertidos pra mais hospitais e postos de atendimento, e o mercado de planos de saúde se auto regulamentar com a oferta e procura.

  2. Olha só nem os maiores especialistas tem uma proposta clara de como solucionar o empasse do setor. Livre mercado é a pior hipótese nesse caso. Se informe um pouco. Abraços

    • Livre mercado é a melhor hipótese para resolver o IMpasse no setor. Não somos nós que precisamos nos educar. Abraço.

    • Eu quero vender energia no preço que quiser para o meu vizinho e não posso. Quem tem que se meter nisso além de mim e meu vizinho? Talvez os seus especialistas renomados queiram se meter na relação voluntária entre duas pessoas certo?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here