Alezzia contrata estagiário que foi demitido por criticar feministas nas redes sociais

Mais uma vez a Alezzia resolveu entrar na briga contra o movimento feminista. A empresa, que já foi alvo de um ataque feminista em sua página, agora resolveu contratar um ex-estagiário que foi demitido por zombar feministas em sua página no Facebook.

O movimento feminista denunciou em massa o perfil do estagiário na página da empresa dele, após as publicações polêmicas contra as feministas ganharem repercussão. A empresa, com medo de ser negativada (geralmente esse é o modo que o movimento feminista age, tentando negativar as páginas das empresas) resolveu fazer uma nota no Facebook retratando o caso.  O ex-funcionário foi demitido e posteriormente a postagem foi apagada devido à exposição da imagem do garoto.

Agora, na tentativa de surfar, obviamente, em mais uma oportunidade de marketing social com o tema sobre feminismo, a Alezzia resolveu contratar o garoto. A informação foi divulgada no próprio perfil do ex-estagiário e na página oficial da Alezzia.

 

6 COMENTÁRIOS

  1. Já imaginava que a empresa que o demitiu tenha feito isso por medo de ficar com má reputação. Mas, pra mim, isso só mostrou que ela se curva a essa ditadura dos mimimis…
    Vi os comentários e não vi nada que fosse mais ofensivo que qualquer coisa que se lê em todos os lugares na internet.

  2. Show de bola a atitude da Alezzia! ainda vou mobiliar minha casa com produtos dessa empresa! atitude lixo a atitude da construtora! Opinião alheia deve ser respeitada!

  3. Otárias e mesquinhas, um bando de mau amadas que não tem o que fazer, estão sendo encurraladas nas próprias armadilhas, isso não é feminismo é autoritarismo, estão entrando na onda do socialismo e do politicamente correto, a maior farsa, pessoas que não tem o que fazer e comentar em prol do bem, se ficarem quietas tudo bem ou fazerem algo realmente que seja benéfico as pessoas, que sejam apoiadas, mas por enquanto somente injurias, mentiras e assuntos sem importância.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here