Alunos são suspensos por apoiarem Bolsonaro, mas críticos do político não

Os estudantes da escola estadual Professora Alda Façanha foram suspensos após demonstrarem apoio à candidatura do deputado federal Jair Bolsonaro para presidente em 2018. O colégio fica localizado no município de Aquiraz, Região Metropolitana de Fortaleza.

A polêmica surgiu no dia 13 de setembro, quando nove estudantes se reuniram e tiraram uma foto em frente ao quadro da sala de aula com a frase “Bolsonaro 2018”. Após a divulgação da foto nas redes sociais, todos os estudantes que estão presentes na fotografia foram suspensos. Os jovens não podem frequentar as aulas e nem os estágios nos quais participam dentro da instituição. “Quando nos recusamos a apagar a foto, afirmaram que nós tomaríamos consequências de nossos atos, por isso nos suspenderam”, destacou um dos estudantes.

Os estudantes da escola pública estadual Professora Alda Façanha denunciaram que foram suspensos após demonstrarem apoio à candidatura do deputado federal Jair Bolsonaro para presidente em 2018. O colégio fica localizado no município de Aquiraz, Região Metropolitana de Fortaleza. A polêmica surgiu no dia 13 de setembro, quando nove estudantes se reuniram e tiraram uma foto em frente ao quadro da sala de aula com a frase “Bolsonaro 2018”. A ação faz parte de uma campanha nas redes sociais promovida por páginas de direita. Depois de divulgarem a foto no Facebook, a imagem repercutiu. Em menos de 24h, a publicação já possuía mais de 15 mil curtidas e 600 compartilhamentos. No entanto, a forma que o caso foi tratado pela direção do colégio está causando uma insatisfação nos estudantes. Conforme um dos alunos, que o Tribuna do Ceará optou por manter seu nome em sigilo, todos os estudantes que estão presentes na fotografia foram suspensos. Ainda segundo o aluno, os jovens não podem frequentar as aulas e nem os estágios nos quais participam dentro da instituição. “Quando nos recusamos a apagar a foto, afirmaram que nós tomaríamos consequências de nossos atos, por isso nos suspenderam”, destacou um dos estudantes.
Foto divulgada nas redes sociais mostra alunos de colégio estatal apoiando Jair Bolsonaro

Em resposta à divulgação da imagem, alunos de outras escolas estatais fizeram uma resposta com a palavra “Bolsolixo” e livros de história. Nenhum destes alunos foi suspenso.

Em resposta aos alunos que apoiam Bolsonaro, estudantes de outro colégio postam para foto com "Bolsolixo" ao fundo
Em resposta aos alunos que apoiam Bolsonaro, estudantes de outro colégio postaram foto com “Bolsolixo” ao fundo 

Independente do apoio ou não ao político, cabe analisar os dois pesos e duas medidas do estado: quando alunos apoiam um determinado político, são suspensos. E quando o criticam, não são. A liberdade de expressão existe apenas quando convém?

57 COMENTÁRIOS

  1. 4) Onde fica expressamente proibida a propaganda eleitoral?

    A propaganda sob qualquer forma, inclusive pichação, inscrição a tinta, fixação
    de placas, estandartes, faixas e assemelhados é proibida em:
    – bens públicos, ou seja, bens cujo uso dependa de cessão ou permissão do Poder Público, ou que a ele pertençam;
    – bens de uso comum, ou seja, os definidos pelo código civil e também aqueles a que a população em geral tem acesso (cinemas, clubes, lojas, centros comerciais, templos, ginásios e estádios, ainda que de propriedade privada);
    – em postes de iluminação pública e de sinalização de tráfego;
    – em árvores e jardins localizados em áreas públicas, bem como em muros, cercas e tapumes divisórios;
    – em viadutos, passarelas, pontes, paradas de ônibus e outros equipamentos urbanos.

    Fonte:http://www.tre-sp.jus.br/…/pergunt…/propaganda-eleitoral

    Propaganda eleitoral — Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo
    A propaganda eleitoral é permitida a partir de 16 de agosto, dia seguinte ao término do prazo para o registro de candidaturas. A data é definida pela legislação para que todos os candidatos comecem a propaganda em igualdade de condições, evitando o desequilíbrio na disputa eleitoral.
    tre-sp.jus.br

  2. Os vermelhinhos como todo bandido, escondem cara não tem culhoes, honra ou dignidade de se mostrarem.
    Bolsonaro vai por fim nisto em 2018.

  3. Resposta ao comentário da Pamela: Nada contra a tua opção sexual, mas… vc nasceu mesmo ou foi expelida???

  4. Diariamente na faculdade que estudo (Estadual) escuto.os professores apoiarem as políticas de esquerda… Ninguém é sequer repreendido..

  5. Um dos políticos mais oportunista que já vi, mais de 25 anos no anonimato sem prestar nenhum serviço relevamte a política e ao pais, teve visibilidade por conta da entrada do político Jean wyllys com suas contestações de gênero e so por isso e só por isso está pleiteando um dos cargos mais altos do país. Oportunista sem capacidade alguma.

  6. Não estou defendendo o Bolsonaro. Nem quero.
    Mas ataco a punição.
    Isso chama-se Censura.
    Igual ao que foi feita durante a ditadura.

  7. Tem que suspender mesmo! Sala de aula não é palanque político! E deveriam demitir o professor e a diretora que permitiram isso. E não importa se é a favor do Bolsonaro ou do Lula, sala de aula não é PALANQUE POLÍTICO!! Coisa nojenta isso!!

    • Se for por aí, teriam também de demitir os professores que fazem pregação esquerdista na escola – e isso é o que mais tem crescido nos últimos 30 anos. Mas isso não vão fazer, já que sindicato de professores é sempre ligado ao PT e à esquerdalha em geral.

  8. E aí eu me pergunto: cadê a p****, a m****, o Cac*** da democracia que a esquerda tanto diz defender? Assim como na lava jato, só vale se for contra os adversários.

    Incrível ter gente falando em “golpe”,”intervenção militar”,”fascismo” em pleno 2016, coisas do século XX. Quando 1917 e 1964 vão acabar para a esquerda? Ninguém sabe, talvez em 2116 ainda estejam falando do “golpe misógino de 2016″…

  9. Num país onde a Dep Maria do Rosário que defende estupradores é presidente da comissão de direitos das mulheres estupradas. O que esperar???
    Ainda tem retardada que acusa o Bolsonaro de apologia ao estupro. Povo burro. Merece os políticos que tem

  10. Não é a escola que está fazendo propaganda política e sim cidadãos de bem se manifestando .
    Isso é democracia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here