Após atacarem loja sem sucesso, feministas atacam AACD para que não receba doação

A militância justiceira social feminista nas redes sociais conseguiu ser ainda mais baixa. Depois de tentar sabotar a loja de móveis em aço inox Alezzia sem sucesso – o ataque acabou gerando um amplo marketing da marca pelas redes sociais – as feministas estão tentando pressionar a AACD a não aceitar a doação entre R$ 5 mil e R$ 22 mil que a loja fará para a instituição caso a empresa vença o desafio que fez em sua página. Segundo as mensagens postadas na página da AACD, a instituição tem por obrigação não aceitar o “dinheiro sujo” da empresa. Até mesmo a seriedade da instituição é questionada.

Feministas mostram toda a sua compaixão fazendo campanha para que AACD não receba doação

A AACD – Associação de Assistência à Criança Deficiente – foi fundada em 1950 pelo médico Ricardo da Costa Bomfim para ajudar crianças vítimas de paralisia infantil. Hoje, o objetivo da instituição foi ampliado e há a prestação de todo tipo de assistência necessária a pessoas com necessidades especiais. Boa parte da renda da instituição vem de doações realizadas, as quais caíram 30% esse ano em decorrência da crise econômica que o país enfrenta.

Em resposta à campanha feminista, a AACD informou que “lamenta que o nome da instituição, que há 66 anos realiza um trabalho sério em prol das pessoas com deficiência física, esteja envolvido nesta polêmica. Estamos apurando o caso e agradecemos as manifestações dos nossos seguidores”.

Com a campanha que pressiona a AACD a não receber a doação da Alezzia, o movimento feminista mais uma vez mostra que sua única preocupação é impor sua pauta sobre os demais, mesmo que isso prejudique diretamente outros indivíduos, incluindo mulheres.

Vaquinha O ILISP tem atuado contra a legalização do aborto e em defesa do direito à vida no STF. Para custear a causa, lançamos uma vaquinha. Os interessados em nos ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

67 COMENTÁRIOS

  1. Acho muito triste… Uma mulher disse ” difícil aceitar a seriedade dá instituição”, sério mesmo? Você tem filho? E ele é especial? Se nao. Repense sua vida. Porque eu tenho é sei como é difícil a vida de uma pessoa especial. Como é caro as órteses ou próteses. Bom fico muito triste. Elas são usadas como massa de manobra. E se acham tão inteligentes. Mas fecham os olhos pra quem realmente precisa de carrinho e atenção. Se for pra lutar, vamos lutar por eles primeiro.

  2. Apesar do golpe baixo e do dinheiro sujo, acredito que a AACD deva aceitar a doação.
    Sou feminista, não compraria nada dessa empresa, mas pelo menos eles serviram pra alguma coisa.

  3. A AACD só trata de pessoas amputadas ou que nasceram sem membros, ou trata de pessoas doidas e completamente retardas também? Se trata de retardados poderiam tratar essas feministas fanáticas loucas também. Quem sabe eletrochoque ajude elas a deixar de ser loucas.

  4. Espero que essas pessoas um dia precisem do trabalho sério e necessário a muitas famílias da AACD,com 2 filhos especiais sei o valor e a necessidades dessa instituição.Então antes de ser feminista seja uma mãe com um filho especial,ou tenha um ente querido acidentado ai vcs verão que seu feminismo não é nada diante do amor a um filho ,um parente,etc…

  5. Eu fui um dos que defendeu a empresa Alezzia e a AACD … cada perfil feminazi visitado por mim tinha postagens pró PT , pró Lula e tudo mais do que é mais nojento que se imagine, acusam a todos de serem burros e estrupadore no caso dos homens, menos, claro, o pai, namora e irmão delas..hehehe.. feminazis são nojeiras com pernas, bocas e dedos.

  6. Vejo uma relacao entre a maioria dos que conheco que são de esquerda e votaram na Dilma e, ao mesmo tempo, apoiam o feminismo exacerbado. Nao generalizando, mas são maioria. Esquerda e feminismo opressor estão correlacionados. Apoio o a causa feminista de igualdade, mas parece que elas buscam superioridade…

    • Machismo e Feminismo sao extremos da mesma regua totalitaria e ignorante.Sao rotulos, acoes e comportamentos que nos levam a divisao, afastam o progresso cultural, a igualdade e harmonia.
      Grupos – autoproclamados minorias – tentam impor censura, só aceitam opiniões que lhes favoreçam ou que no minimo estejam alinhadas as suas causas – como se ter opiniões e conceitos diferentes fosse contra a “evolução” ou contra uma sociedade “igual” – entenda-se “igual” apenas se for do jeito que eles querem.

      Precisamos apoiar pessoas e empresas que lutem pela pluralidade de ideia e ações, que aceitem uma sociedade com pessoas diferentes, de credos, raça, opcao sexual, opcao politica diferentes – caso contrario vamos viver como caes, com coleiras, presos e esperando por um carinho e pela comida dos “mestres” – teve um cara que ja quis fazer isso no meio do seculo passado, na Alemanha.

  7. Eu tenho outro desafio.
    Aqueles que estão postando comentário para AACD não aceitar o dinheiro, levantar o dobro do que foi prometido e fazer uma doação à AACD. Mostrem que são pessoas melhores!!!!

  8. As feministas deveriam abrir uma campanha e arrecadar mais dinheiro para a AACD.
    Quero ver quem se habilitaria a associar seu nome a um movimento que prega esse tipo de atitude contra uma instituição como a AACD que nunca sequer foi citada pelas feministas, mas que de de uma hora pra outra tem todas as atenções somente porque um desafeto ganhou um desafio.
    Sinceramente! Adoro mulheres, mas não suporto injustiça, feita por qualquer pessoa, independente de gênero. Existe imbecilidade em todas as áreas de atuação humana, mas sinceramente alguns casos parecem coisa de animais, mas quando procuramos não identificamos outra espécie capaz de fazer o que o ser humano faz com os seus iguais.

  9. Perder tempo discutindo isto? Este é o papel do esquerdopata: falar e fazer merda! São inúteis, não acrescentam nada à sociedade. Quanto às feminazis? São dignas se pena.

  10. Simplesmente não dá para entender as faminazis. Aparecem nas manifestações mostrando os seios e defecando em praça pública depois fazem campanha contra uma publicidade que deu emprego para uma mulher. Não satisfeitas fazem campanha para a AACD não receber uma doação.

  11. Deixe de falar bobagem, cara! Assim como muitos, eu também sou ateu e repudio as ações das feminazis e da esquerdalha em geral!

  12. Por que a autora desse post omitiu que foi a Alezzia que mudou as regras do jogo quando percebeu que já estava com 1.1 na média geral da avaliação, colocando o nome da AACD no meio? Por desonestidade ou desinformação?

    Fiz um comentário num post relacionado ao assunto, que não ofendeu ninguém e não foi aprovado até agora. Por que será?

    Comentário que deu início à toda essa polêmica:

    “Vocês já repararam que o Behance Brasil e o clube do bolinha são a mesma coisa?
    Quase não existe mulheres postando bons trabalhos aqui. Já homens são um monte e cada trabalho mais top que o outro.
    Isso é mera coincidencia ou os homens são melhores em design gráfico?
    Se não acredita em mim é só rolar a tela para baixo e ir contando as mulheres. Antes de você chegar a 10 a bateria do seu celular vai ter acabado”

    Outro comentário esclarecedor:
    Quem pegou o bonde andando: A empresa ofereceu a uma internauta uma quantia caso as avaliações caíssem, e a moça disse que doaria esse valor a Ongs que apoiam mulheres em situação de risco. Quando a Alezzia viu que seu conceito despencou, desesperada ofereceu uma doação à AACD, conseguindo assim fazer subir sua nota e tentando ridicularizar as mulheres que questionam o mau gosto de suas peças publicitárias. (essa parte do desafio a Alezzia não conta!)

    Quem fez o primeiro comentário foi Alexandre do Nascimento, funcionário de design da loja.

    • Você acredita mesmo que o comentário do funcionário da loja justifica o ocorrido? Ele na verdade só mostra como vocês possuem tendências autoritárias e não pensam duas vezes antes de perseguir e prejudicar terceiros em razão de ego ferido. Investigaram o perfil do cara, descobriram onde o sujeito trabalhava e começaram a prejudicar uma empresa que não tinha nada a ver com o comentário dele…Que trabalho sujo, não é mesmo? Praticamente uma gestapo do século XXI.

      Sobre a AACD, o fato é que a instituição provavelmente irá receber uma generosa doação por parte da empresa e vocês, em uma clara demonstração de que não estão nenhum pouco preocupadas com qualquer coisa que não seja o próprio ego ou esse movimento imbecil, estão pressionando a instituição a não aceitar um dinheiro que seria muito bem vindo e inclusive questionando a seriedade da instituição. Isso é muita baixaria da parte de vocês.

      O mundo não gira em torno do ego dos membros do movimento feminista.

      • Super coerente um representante da empresa responder críticas com sarcasmo e deboche, se são as críticas, o medidor de qualidade e desempenho de um negócio capitalista.
        Então, se a pessoa tá interessada (em conhecer ou comprar) produtos da empresa mas critica e o dono é sarcástico, está OK? E se ela comprar, der problema, o que o dono vai fazer? Ser debochado?
        SE a AACD aceitar a doação, fica a critério deles. Mas a manobra da Alezzia continua ainda mais suja!
        A questão não é batalha contra feministas ou não, é condenar a postura de uma empresa ao lidar com críticas, propor um desafio estúpido e apelar mudando as regras quando está perdendo! Profissionais (homens) de publicidade e propaganda, mulheres que não são feministas, homens em geral, também estão criticando. Ah mas aí a galera do HUE BR, do políticamente incorreto já questiona a sexualidade do cara, chama de feministo… enfim, ofender ao invés de argumentar!

        • A empresa não estava lidando com críticas ao serviço prestado, os motivos eram outros e você sabe muito bem disso. Aquilo foi um ataque premeditado e covarde por um motivo completamente estúpido. A empresa simplesmente não se rendeu ao ataque e usou uma estratégia diferente para lidar com a situação.

    • Se as feminazis ao invés de fazer militância no Facebook tivessem aulas de interpretação de texto sem vitimismo ou de designer gráfico nada disso teria ocorrido.

      Ele estava errado em sua afirmação??

      Vocês deveriam lutar para que mais mulheres designer gráfico alcançassem sucesso e não ficar de mimimi. Se fossem olhar pela ótica da lógica, sem o antolho ideológico, veria que ele prestou um serviço às designer gráfico mulheres.

      • Conheço VÁRIAS profissionais da área, que dão um show de talento e competência, mas que acabam perdendo mercado para homens.
        Sem contar as que têm que se impor aos chefes tarados e imundos, que não perdem a chance de assediar!

    • Este é o problema da histeria coletiva descontrolada de uma minoria barulhenta.
      Será que não deu para perceber que o cara fez uma BAITA CRÍTICA no comentário dele? E como as histéricas reagiram? Ao invés de absorverem o que ele falou e passarem a expor trabalho de designers mulheres, incentivar mais mulheres a entrar neste mercado, incentivas novos talentos.. não… ficam com raiva do cara por ter MUITO POSSIVELMENTE falado UMA VERDADE!

      A loucura do feminismo atual chega a querer ignorar FATOS. Em nenhum momento passou pela cabeça de ninguém que o cara PODE ESTAR CERTO?!?

      Esta é a merda do politicamente correto, ele acaba com o debate, acaba com uma discussão racional. Ao invés de contra argumentar simplesmente sai chamando o outro de machista e etc…

      Racione mais!

  13. Após ler vários comentários mais machistas que a própria campanha, me vejo obrigada a comentar. Primeiramente SOU FEMINISTA com muito orgulho!!! Sou muito amada e isso não ocorre por eu ser feia ou bonita, peluda ou pelada! Há muitos estereótipos absurdamente equivocados em relação ao feminismo. Se você não é o tipo de pessoa que aceita preconceitos em relação à cor, origem social, opção sexual e tantos outros obviamente também não vai concordar em que algum grupo de pessoas seja desmerecido por ter nascido de um determinado sexo. Posso até aceitar homens machistas, apesar de não concordar com suas atitudes e posicionamentos, mas acho realmente terrível quando se ouve uma mulher posicionar-se contra o feminismo, sendo ela própria é ou será uma vítima. Seria o mesmo que um negro dizer que não acredita que exista racismo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here