Após repercussão negativa, prefeitura suspende multa contra lavadores de carros por falta de alvará

Semana passada noticiamos aqui a história de Valter Hugo Chaves Junior, um trabalhador humildade da cidade de Porto Alegre que – como muitos outros brasileiros – está desempregado e decidiu, junto com a mãe, trabalhar lavando carros para poder garantir o seu sustento.

Por conta disso, Valter recebeu uma intimação por não possui alvará para lavar carros na rua (!) e, caso não regularizasse a situação no prazo de 1 mês, seria obrigado a pagar uma multa no valor de R$ 4.000,00, um valor absurdo para qualquer trabalhador brasileiro.

No entanto, após a repercussão negativa do caso, a prefeitura comandada por Nelson Marchezan Jr (PSDB) suspendeu a multa aplicada.

Casos como o de Valter ocorrem diariamente e são a prova definitiva do quão difícil e burocrático é empreender em um país onde o trabalhador é tratado como criminoso pelo estado. Vitórias como esta servem de aviso para os políticos: a sociedade está de olho e não permitirá que o estado continue praticando injustiças contra os indivíduos.

Como dizia Thomas Jefferson: “O preço da liberdade é a eterna vigilância”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here