“Apple chinesa” desiste do Brasil por causa da burocracia e dos impostos

Menos de um ano depois de chegar ao Brasil, a fabricante chinesa de celulares Xiaomi, conhecida como a “Apple chinesa” desistiu do país e descontinuou a fabricação de smartphones locais. A fabricante decidiu que não irá lançar novos aparelhos no Brasil e transferiu boa parte da equipe local para sua sede chinesa.

De acordo com o vice-presidente internacional da Xiaomi, o brasileiro Hugo Barra, a decisão se apoia em duas medidas governamentais tomadas em 2015, durante o governo Dilma: “mudanças constantes nas regras de fabricação e na tributação para vendas via comércio eletrônico”. A empresa possui um modelo de venda direta aos consumidores por meio da Internet que foi prejudicado graças ao estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here