As 12 vezes em que o tiro da esquerda saiu pela culatra

Ultimamente ser de esquerda não tem  sido nada fácil. O surgimento de movimentos liberais e conservadores com embasamento teórico enfraqueceram o argumento esquerdista e, sendo assim, a esquerda não teve outra opção, a não ser apelar para discursos vitimistas e de ódio.

Porém, nem sempre a estratégia de vitimizar ou de incriminar o inimigo político deu certo. Veja só as 12 vezes em que o tiro da esquerda saiu pela culatra:

1. A IstoÉ inventou sobre a delação de Delcídio

tico esclareece delação

No dia que a IstoÉ lançou uma mega reportagem sobre a delação bombástica de Delcídio, Tico Santa Cruz não gostou muito do chefão Lula estar envolvido no esquema. E fez várias postagens dizendo que a revista estaria “mentindo” para ganhar audiência e contribuir com a prisão de Lula.

Uma semana depois, a delação foi homologada pelo STF e confirmou todos os fatos exibidos pela revista.

2. Jean Wyllys: queda de avião era ataque homofóbico

jean wyllys derrubada de avião

 

Após avião ter sido abatido na fronteira da Ucrância, ao descobrir que haviam pesquisadores da AIDS a bordo, Jean Wyllys disse que poderia ter sido um ataque homofóbico.

Um tempo depois, os EUA confirmaram que eram rebeldes treinados pela Rússia que abateram o avião por ter cruzado a fronteira.

3. Jean Wyllys: menino gay morto seria vítima de homofobia

jean wyllys homofobia na goias

Jean Wyllys havia acusado os evangélicos e a sociedade machista pela morte de um garoto homossexual em Goiás. E logo depois, encontraram o assassino e descobriram que ambos tinham relações sexuais.

4. Jandira mostra que Lula está tranquilo em relação a lava-jato

jandira entrega lula

Jandira foi tentar mostrar a tranquilidade de Lula após a ter sido chamado para depor. E sem querer acabou mostrando um pedaço da conversa dele com a presidente Dilma.  Lula aparentava nada tranquilo e ainda mandou a justiça “enfiar os processos no c*”

5. O movimento racista que apoia Bolsonaro em Niterói

RACISTA COLA FRESCA

Uma imagem com cartazes racistas se espalhou nas redes sociais e em blogs esquerdistas, a esquerda, então, aproveitou para acusar a direita e os seguidores de Bolsonaro de “neonazistas”. Porém,  o autor vacilou.  Na imagem mostrava que a cola do cartaz estava ainda fresca, o que deixou suspeitas de que a própria pessoa que tirou a foto provavelmente colou os cartazes numa tentativa de orquestrar um ataque “false flag” contra  direita.

 

6. O ataque racista à Maju

ataque racista negro votou no pt

O ataque racista contra a Maju nas redes sociais teve repercussão nacional, chegou até na TV. E vários blogs de esquerda aproveitaram a situação para levantar a importância da esquerda no combate aos  movimentos racistas organizados que supostamente cresciam no país. Alguns dias depois, a polícia federal investigou e descobriu que era mais um ataque “false flag” da esquerda. O jovem que orquestrou o ataque era negro e ainda teria votado no PT.

7. Imagem da babá que estava sendo oprimida em manifestação

baba protesto

A esquerda divulgou pelas redes sociais a imagem de uma babá que supostamente estava sendo oprimida por trabalhar aos finais de semana. A repercussão foi tão grande que chegou até em mídia internacional. Alguns dias depois, a babá apareceu na mídia e explicou que trabalhava apenas dois dias na semana, e também contratava uma babá para ficar com o filho no final de semana. E toda aquela história de opressão caiu por terra.

8. A Transexual vítima de Transfobia

transsexual vitima de homofobia

A revista fórum, blog esquerdista adorado pelos “isentões”, repercutiu uma notícia de uma jovem transexual que sofreu agressão por um grupo de pessoas na Rua Augusta, e ainda mencionou que poderia ser mais uma vítima de “transfobia”. Porém, o blog “esqueceu” de mencionar o depoimento da vítima em que dizia que foi agredida por 20 homossexuais e salva por um homem hetero.

9. A Veja Mentiu sobre o Romário

veja mentiu mas tinha razão

A revista Veja divulgou uma matéria sobre uma suposta conta do deputado Romário na Suíça, e alguns dias depois o banco e o ex-jogador desmentiram  a revista. A esquerda aproveitou a situação para dizer que a revista sempre mentia, na tentativa inocentar o ex-presidente Lula, que já foi várias vezes capa da Revista.

Porém, em um áudio vazado do senador Delcídio, Romário saiu na conversa em que o senador dizia que a história da conta na Suíça era verdade. Depois disso, até a Socialista Morena se sentiu obrigada a dar razão a Revista Veja.

10. Remédio caro é culpa do livre mercado!

remédio livre mercado

A notícia de um jovem empresário que subiu o preço de um remédio para tratamento de  câncer em 5.000%, de U$ 13,50 para U$ 750,0  causou indignação no mundo todo. E a esquerda aproveitou o momento para criticar a busca pelo lucro de empresários e dizer que o “livre mercado” não funciona.

No entanto, algumas semanas depois a esquerda foi surpreendida ao receber a notícia de que uma outra empresa também estaria produzindo uma variante do remédio por U$ 1, ou seja, muito mais barato do que o preço inicial do remédio, que era de U$ 13,50.

11. A pobre negra da USP

negra oprimida na usp

A jovem do movimento negro ficou conhecida nas redes sociais após um vídeo viral em que a moça criticava a “elite branca” da USP e dizia que “a mãe preta dela limpava o chão”.

No entanto, após uma pesquisa no Facebook da “pobre” negra,  foi revelado que a jovem moça era  da burguesia,  estudou em um dos colégios mais caros de São Paulo e ainda adorava viajar  para fora do país.

12. A jovem burguesa que ostentava o celular na praia 

burguesia que ostenta na praia

Após uma onda de arrastões no Rio de Janeiro, a esquerda aproveitou a situação para criticar os  burgueses que ostentavam seus celulares na praia.

O que a esquerda não esperava era uma jovem,  que teve sua foto viralizada nas redes sociais, aparecer e explicar que não era nada de uma “burguesa”, como falavam por aí. E ainda acrescentou que ganhava pouco e  teria trabalhado muito para conseguir comprar o celular roubado pelos “bandidos inocentes”.

Vaquinha O ILISP tem atuado contra a legalização do aborto e em defesa do direito à vida no STF. Para custear a causa, lançamos uma vaquinha. Os interessados em nos ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

13 COMENTÁRIOS

  1. Esse item 3 é totalmente sem sentido. Tem mtos gays perturbados que matam outros gays pq não se aceitam, e isso é homofobia sim. Um belo exemplo disso foi aquele ataque em uma boate gay nos Estados Unidos, o cara que realizou o massacre era frequentador do local e tinha relacionamentos gays, mas tb tinha um filho e uma mulher, era muçulmano e com certeza não conseguia se aceitar como gay.

  2. Esse ta bom pra rir um pouco da parca situação que nos encontramos, kkkk, Jandira e JEan Willys já são clássicos!!!!

  3. faltou o caso do transsex q foi espancado no presídio e isso virou uma movimentação grande.. até q descobriram q ele quase mata uma senhora de idade que deixou desacordada. lembra?
    faltou tbm o caso do jovem gay q estavam apontando como vitima de homofobia só q ele havia se jogado da ponte.. alguem lembra?

    • sobre o caso da tal transexual, tb precisamos nos lembrar que a polemica passou depois que ela mesma publivou um bilhete pedindo que parassem de fazer uso politico do caso.

  4. Faltou o caso da economista de um banco que recomendou que seus clientes tomassem cuidado com os investimentos no governo PT e o Lula a chamou de incompetente e ainda fez ela perder o emprego. Depois se comprovaram as previsões dela e ela a8nda foi indenizada em 400 mil reais pelo banco.

  5. O 13 seria as feministas metendo o pai nos homens por causa da “adolescente” que foi estuprada por 33/36 caras e no entanto, depois da perícia descobriu que a de menor ja era acostumada a bater esses “recordes” e apenas falou que foi abusada pelo fato de um dos rapazes ter colocado o vídeo na internet.

    • Me permita uma observação. Em minha opinião neste caso a situação é bem diferente.
      Mesmo que uma mulher já tivesse feito isso voluntariamente antes, comprovadamente, isto não justifica e não dá o direito a ninguém de submetie-la à essa mesma situação contra sua vontade. É assim que penso.
      Dizer que ela “falou que foi abusada pelo fato de um dos rapazes ter colocado o vídeo na internet” me parece só uma suposição, feita não sei exatamente por quem, e não um fato incontestável.
      Considero que, da mesma maneira que faço duras críticas à esquerda em função das tentativas de transformar versões em fatos, estaria cometendo o mesmo erro se tomasse como verdade uma suposição não comprovada.
      Atenciosamente,

      • Fica a pergunta: porque você sabe mais que o delegado que investigou o caso e diz que não houve estrupo algum?

  6. kkkkkkkkk eles sempre se auto-estragando!

    Por favor corrijam no paragrafo da IstoÉ/Tico Santa Cruz: o correto é ‘postagens’ e não postagem.

  7. No caso número “5” notar como um dos grupos que os supostos neo-nazistas estão de olho são os “antifas”.
    Mas o que é um “antifa”?
    Essa é uma gíria interna dos “coletivos” (não é “ônibus”, são os grupos de esquerda, semi-autônomos, que gravitam em torno de partidos como o peçonhol, tratando de temas específicos. O ônibus faz algo útil) que significa “anti-fascista”.
    Fora desses grupelhos ninguém sabe ou se importa.
    Opa pera aí, como os tais neo-nazistas sabiam disso?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here