Doria encerra contrato da prefeitura com empresa envolvida em corrupção na Petrobras

O prefeito de São Paulo, João Doria, rescindiu hoje (13) o contrato da prefeitura com a Alumini, empresa responsável por 40% da iluminação pública da cidade (a FM Rodrigues é responsável pelos outros 60%). Ambas formam o consórcio SP Luz, contratado para fazer a manutenção de 580 mil pontos de luz na cidade desde outubro de 2011.

A Alumini Engenharia S/A foi proibida pela Controladoria Geral da União (CGU) de licitar e firmar novos contratos com órgãos e entidades governamentais por dois anos. O despacho, publicado no último dia 03 pelo Ministério da Transparência, afirma que a empresa recebeu a sanção “por ter efetuado pagamento de propina a agentes públicos da Petrobras S/A com finalidades ilícitas, tais como exercer influência indevida sobre esses agentes e deles receber tratamento diferenciado”.

A ideia da gestão Doria é fazer uma parceria público-privada para definir as novas empresas que irão prestar o serviço de iluminação na cidade, substituindo o atual modelo de concessão.

1 COMMENT

LEAVE A REPLY