DOE

Doria encerra contrato da prefeitura com empresa envolvida em corrupção na Petrobras

O prefeito de São Paulo, João Doria, rescindiu hoje (13) o contrato da prefeitura com a Alumini, empresa responsável por 40% da iluminação pública da cidade (a FM Rodrigues é responsável pelos outros 60%). Ambas formam o consórcio SP Luz, contratado para fazer a manutenção de 580 mil pontos de luz na cidade desde outubro de 2011.

A Alumini Engenharia S/A foi proibida pela Controladoria Geral da União (CGU) de licitar e firmar novos contratos com órgãos e entidades governamentais por dois anos. O despacho, publicado no último dia 03 pelo Ministério da Transparência, afirma que a empresa recebeu a sanção “por ter efetuado pagamento de propina a agentes públicos da Petrobras S/A com finalidades ilícitas, tais como exercer influência indevida sobre esses agentes e deles receber tratamento diferenciado”.

A ideia da gestão Doria é fazer uma parceria público-privada para definir as novas empresas que irão prestar o serviço de iluminação na cidade, substituindo o atual modelo de concessão.

Está gostando do conteúdo? COMPARTILHE!

Mais Recentes

Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...
Em evento no Senado, ILISP lança o Mapa da Liberdade para Trabalhar
Um pequeno empreendedor que tirou a...

Leia Sempre Primeiro

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba sempre em Primeira Mão!