Em crise, Editora Abril fechará mais uma revista

Em grave crise econômica, a Editora Abril – responsável pelas revistas Capricho, Claudia, Exame, Mundo Estranho, Placar, Quatro Rodas, Superinteressante e Veja, entre outras – anunciou que encerrará mais uma revista do grupo.

Depois de 15 anos, a revista feminina Estilo, uma versão brasileira da marca americana InStyle, será encerrada após a veiculação das duas últimas edições, em novembro e dezembro deste ano. A empresa não informou quantas pessoas serão demitidas.

Recentemente, a editora procurou o Sindicato dos Jornalistas de São Paulo para negociar um grande número de demissões: a empresa não possui dinheiro para pagar as rescisões trabalhistas e quer parcelá-las em dez vezes. A editora também deixará o prédio que ocupa em Pinheiros (São Paulo – SP) para se acomodar em um escritório menor – e mais barato – em outra região da cidade.

Em 2016, último ano com balanço fechado, a editora perdeu 15% de receita publicitária e apresentou queda no número de revistas vendidas nas bancas. Cerca de 35% do faturamento da empresa vem de circulação (assinatura e venda de revistas nas bancas), 30% de publicidade e os demais 35% estão divididos em outras áreas de negócio como a empresa de logística Total Express e o estúdio ABC.

Desde fevereiro de 2016, a Revista Veja, principal título da Editora Abril, está sob comando do petista André Petry.

11 COMMENTS

  1. Para cancelar uma assinatura de revistas, será preciso entrar com ação judicial? Estão cobrando indevidamente uma renovação de assinatura de revista que não autorizei e não consigo cancelar.

  2. Abandonei a VEJA, o Esquerdão (Estadão) e passei a assinar a Gazeta do Povo, contribuo para o ILISP, o Terça Livre, o Senso Incomum, o Alexandre Borges, entre outros.
    Meu dinheiro está sendo muito melhor usado agora.

  3. quem tem plano da TIM celular verificar na fatura “TIM Banca Virtual (incluso)”, vocês estão ajudando a financiar a editora abril sem saber.

    • Tim Banca Virtural é um pacote que precisa ser contratado. Na modalidade pré-pago o serviço é inexistente. Em alguns planos o serviço já está incluso, mas pode ser excluído pela simples alteração do pacote. O site da TIM lista os planos em que o serviço já está incluído.

  4. Bom agora já sabemos que a Veja vai puxar o saco de algum populista na eleição do ano que vem!

    • Correção: vai puxar o saco de qualquer ESQUERDISTA que se dispuser a verter recursos públicos na editora em troca de matérias e publicações politicamente corretas e de acordo com a pauta comunista.

  5. É o efeito “Fake News”:
    Resolveu esquerdar e entrar na infame era “politicamente correto” já nos últimos anos do Governo CorruPTo, enaltecer Barack Obama e atacar Donald Trump.
    Resultado: perda de assinantes e eleitores, agravado a crise econômica.

  6. Nao entendo, como, eles, da editora, metem o pau em capitalistas e empresarios, sendo que estes é que compram revistas, e enaltecem a corja de vagabundos, que nada compram?

  7. Relaxem… Eles sempre poderão dizer que a culpa é do capitalismo, e que se o governo ajudasse a editora, isso nunca teria acontecido.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here