Em grave crise, Editora Abril demite mais de 100 funcionários

3

Em grave crise econômica, a Editora Abril – responsável pelas revistas Capricho, Claudia, Exame, Mundo Estranho, Placar, Quatro Rodas, Superinteressante e Veja, entre outras – anunciou a demissão de mais de 100 funcionários. O corte ocorre um mês após o publicitário Walter Longo deixar a presidência da empresa.

O número de demitidos pode chegar a 170 pessoas até fevereiro e as verbas rescisórias a serem pagas aos demitidos devem ser parceladas em até 10 vezes. A medida ocorre após o anúncio de encerramento de uma revista do grupo e a tentativa de negociar previamente, sem sucesso, as demissões com o sindicato de jornalistas.

A editora também pretende deixar o prédio que ocupa atualmente no bairro de Pinheiros, em São Paulo, para ocupar um escritório menor e mais barato em outra região da cidade. Um pedido de recuperação judicial, por ora, está descartado.

COMPARTILHAR
Marcelo Faria
Presidente do ILISP e empreendedor.

3 COMENTÁRIOS

  1. Revista Capricho já saiu de circulação há um bom tempo. As que são enviadas às bancas são relançamentos de edições especiais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Insira seu nome