Estudantes perdem interesse pelo marxismo e liberalismo avança na China

O marxismo é um disciplina obrigatória para obter um título universitário na China, mas não cativa os estudantes universitários. Não por acaso o socialismo vem perdendo fôlego entre os jovens chineses.

Para os estudantes, a disciplina é chata, não é útil e é uma perda de tempo. Muitos procuram apenas memorizar o suficiente para passar no exame. Nas aulas sobre marxismo, os alunos prestam pouca atenção e repassam conteúdos de outras disciplinas em seus aparelhos eletrônicos.

Os acadêmicos marxistas na China são cada vez mais raros. Diversos marxistas chineses alertam para a marginalização desta teoria nas universidades do país, em uma batalha entre a ideologia legitimada pelo partido no governo e correntes como a liberal, que ganha força e questiona o relato socialista.

Dessa forma, o Partido Comunista da China (PCCh) tem perdido cada vez mais o apoio à sua base ideológica.

Vaquinha O ILISP tem atuado contra a legalização do aborto e em defesa do direito à vida no STF. Para custear a causa, lançamos uma vaquinha. Os interessados em nos ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

1 COMENTÁRIO

  1. Trabalhe-mos. ops, quer dizer ” Vamos enterrar de vez, o capita… OPS.. o socialismo!” como dizia o Nikita Khrushchov !!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here