Feminista usa sangue de menstruação para pintar aquarela

Depois das cuspidas de Jean Wyllys e Zé de Abreu, da esquerdista cagona no meio da Avenida Paulista, do O-Cu-Pa Globo, do vomitaço contra medidas de combate ao estupro, do “bundaço” Fora Temer e do “depilaço” contra a “cultura do estupro”, o mais novo exemplo de esquerdismo está no Facebook.

Para homenagear a pintora mexicana Frida Kahlo, uma feminista utilizou sangue de menstruação para pintar uma aquarela. De acordo com a autora, a “obra” surgiu para evitar jogar “fora meu sangue, lindo, limpo, saudável e cheio de potencial pra virar arte”, sendo uma pintura “sobre o planeta, sobre o meio ambiente”.

Feminista utiliza sangue de menstruação para pintar aquarela
Feminista utiliza sangue de menstruação para pintar aquarela

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here