Fim do UBER e outros aplicativos pode gerar 50 mil desempregados apenas na cidade de São Paulo

Deputado Cabo Daciolo (PTdoB-RJ) chegou a defender na  Câmara dos Deputado, durante a votação do substitutivo SBT n° 1 ao Projeto de Lei 5587/16,  que “não pode um aplicativo acabar com uma profissão. Precisamos garantir os direitos dos taxistas”. A verdade é que o fim dos aplicativos de carona, como Uber e Cabify, pode gerar mais desempregados do que o fim da categoria de táxi (se isso acontecesse).

Segundo a prefeitura de São Paulo, os aplicativos já geram mais de 50 mil empregos para motoristas particulares, 20 mil a mais que o número de taxi em circulação na capital. E apesar dos taxistas se queixarem de queda nos lucros, eles continuam em circulação, pois boa parte dos usuários de táxi não utilizam aplicativos, o que mostra que o crescimento dos aplicativos de carona atraem usuários de outro nicho de mercado, como usuários de ônibus e pessoas que usam carro particular para se locomover.

SHARE
Camilo Caetano
Cursou Ciência da Computação pela Unesp.

4 COMMENTS

  1. QUASE certo, mas o Uber não gera empregos, não oferecem vínculo empregatício, é uma PLATAFORMA, que auxilia pessoas que querem ir do ponto A ao ponto B, encontrar pessoas que queira levá-las do ponto A ao ponto B…
    Por isso a ideia de um SINDICATO de motoristas do Uber é um absurdo, eles NÃO SÃO EMPREGADOS do Uber, da mesma forma que você eu não sou empregado do Google quando alguém usa essa PLATAFORMA de pesquisas, para achar meus serviços…
    Então não serão 50.000 desempregados, serão 50.000 micro empreendedores que perderão UMA PLATAFORMA, sendo afetados pelo Estado querendo privá-los de uma liberdade básica, na verdade, o Estado vai privar MILHÕES de pessoas da liberdade de escolher seu meio de locomoção.
    Se eu quiser ir de bebê conforto nas costas de alguém que ofereça tal serviço, eu vou, e isso é só problema meu e dessa pessoa.

    • Se não tem vergonha de falar tanta asneira filho?

      Empresas de Telemarketing prestam serviços a Uber com mais de 10mil funcionários contratados se a Uber sair do mercado essas pessoas vão trabalhar de que? Você vai dar o seu emprego a elas? Ai Ai…abre a mente!!!

  2. Já faz uns 2 anos da ultima vez que peguei um táxi do aeroporto para casa, com a chegada do UBER minha opção por outros meios de transportes ficou maior, acho que já utilizei umas 15 vezes nos últimos 3 meses esse tipo de transporte. Sempre dirigi, temos 2 carros em casa, mas estava pensando seriamente em ficar apenas com 1 que na semana ficaria com minha esposa e nos finais de semana serviria para toda família. a 2 semanas pedi um uber para ir com as crianças na casa da minha sonha que fica a uns 7 quarteirões, pedi apenas pq o aplicativo é muito pratico e rápido, então, como eu, outras pessoas transformaram se nesse novo consumidor que nunca foi mercado dos taxistas.

LEAVE A REPLY