França proíbe vídeo sobre Síndrome de Down para evitar traumas às mães que abortaram

O vídeo “Dear Future Mom” (“Querida Futura Mamãe”), criado pela CoorDown, organização italiana de defesa das pessoas com Síndrome de Down, em resposta à carta de uma grávida que havia recebido a notícia de que seu filho nasceria com a síndrome, teve sua veiculação na televisão francesa proibida pelo estado.

O vídeo, mundialmente aclamado e premiado, já foi visto por 8 milhões de pessoas no Youtube e possui uma mensagem simples: “todos têm o direito de buscarem a felicidade”. Mas a mensagem do vídeo foi considerada ofensiva pelo “Conselho de Estado da França” (France’s Counseil d’Etat), que o considerou inapropriado por “causar distúrbios à consciência das mulheres que abortaram”.

Na França, 92% dos bebês diagnosticados com Síndrome de Down durante a gestação são abortados.

Direito à vida
O ILISP participou da audiência pública do STF sobre o aborto e continuará atuando no tribunal e outras instâncias para defender o direito à vida. Para custear a causa, lançamos uma vaquinha. Os interessados em nos ajudar a defender o direito à vida podem fazê-lo por meio do botão abaixo:



Vaquinha O ILISP tem atuado contra a legalização do aborto e em defesa do direito à vida no STF. Para custear a causa, lançamos uma vaquinha. Os interessados em nos ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

29 COMENTÁRIOS

  1. É de doer comentários infundados que somente a pessoa com defeciencia pode gerar custos ao estado. E aquelas deficiência geradas pelo próprio estados em decorrência da falta de atendimento sem falar na fome que gera muitos distúrbios. Aí tudo bem? Ninguém é responsabilizado mas matam e disstorvem milhares de vidas

  2. Daniel quem deveria ter sido abortado é você! Pelo menos não leríamos tanta merda vindo de uma pessoa só. Mais sua mamãezinha infelizmente pensou como nós.
    Patético!😠

  3. Graças a Deus tenho um filho Down e já tem cinco anos e meio.
    Antes de ter o meu filho eu pensava “- como seria o dia a dia destes pais?”. Agora que tenho um filho sei como é o dia a dia: é muito bom! é ótimo!
    Nunca vi um Down ser preso por assassinato, roubos, pedofilia, drogado, traficante, desrespeitoso, mal educado, traficante, mau … os filhos ditos normais se não vierem de uma família estruturada (que são poucas) tem de tudo pra ser um destes acima escritos.
    Estou no trabalho agora mas quando chego em casa o meu doce vem correndo me abraçar e me beijar. Um abraço bem apertado me enchendo de alegria.
    Muitos que comentam por aqui e não tem filho Down nunca irão entender como é o nosso sentimento e muitos poderão até falar “- ele fala de boca pra fora porque por dentro deve sofrer”. Pai que é pai e mãe que é mãe receberá o filho com todo amor. Uma coisa é certa não devemos tratar um Down de uma forma e que esquecermos do irmão (dito normal). Tratamento igual.

  4. Eu não me sinto no direito de impor para outros a minha decisão, embora insisto em argumentar meus pontos. Sei dos medos, dificuldades, responsabilidades de se ter um filho Down. Porem toda decisão tem consequências, faz parte da maturidade suportar. Mas que tempos de gente tão infantilizada, frouxa e ao mesmo tempo narcisa e egoísta. Machuca suas alminhas delicadas verem downs vivos. E eles por aí, ofendendo olhos alheios e sem a opção de levar uma vida sem luta. Talvez o que ofende seja que a desproporção das lutas traumatize quem optou pelo aborto.
    Problema seu, não censure.

  5. Beleza, Daniel, então vamos jogar uma bomba nos países pobres, pois lá existem seres humanos que sofrem e geram custos ao estado. Só terão direito a viver quem não der “trabalho” a outro ser humano após o nascimento. Tem 40 anos e ainda mora com os pais, só gera aborrecimento, mate. Já que não dá para adivinhar se o bebê seria adotado e amado, se seria um grande ser humano e cidadão, na via das dúvidas, mate. Ah, e só pode ser a favor da vida se tiver religião, porque convencê-la sem ter não é certo, é contraditório. Muito bom seu raciocínio, tá “serto”.

    • Cara vc é um “jênio”, como vcs conseguem distorcer aa coisas, oqq tem haver jigar uma bomba? Estou querendo o direito de o PAIS (não país ou estado) decidirem de ter ou não ter este novo ser humano que ainda não se formou. E o id…ta vem me falar e jogar bomba. Cara PENSE antes de querer argumentar, use essa coisa ai entre suas orelhas.

      • Ainda não se formou mas está lá, no ventre da mãe, com vida e desenvolvendo-se…! Por mais doloroso que seja, os pais não tem o direito de interromper essa gestação e eliminar essa vida. Isso é apenas errado! Um reflexo da nossa sociedade “pós-moderna” perversa, individualista, desumana e amoral.

        • Pare de tocar no banheiro afinal vc tb está matando milhões todos os dias, ahhh mas não foi fecundado. Eu não vejo ninguém brigando pelos óvulos fecundados e descartados em clínicas de fertilização. Pq isso não é um novo ser. Vida tudo é, inclusive uma célula individual da minha epiderme, então esfoliação é um genocídio.

  6. Fico envergonhado de ver um liberal contra o aborto, não importa qual que seja o motivo do aborto. Vejo como nobre uma pessoa querer cuidar de um filho com down, mas eu com certeza não o faria. Só não venha repassar este custo e responsabilidade para o estado, não acho justo todos pagarem por isso.

      • Bom é passar essa responsabilidade para o estado, provavelmente vc deve estar preso nos dogmas religiosos Marcelo. Que é outra coisa que me deixa abismado, alguém ser liberal e religioso, simplesmente não faz o menor sentido.

          • Marcelo, já li diversas publicações suas e até agora concordei com vc em todas. Mas nessa questão você está errado, vcs não estão sendo pro vida como dizem, são apenas pro nascimento. E depois? O aborto é muito mais humano do que deixar um ser largado sem amparo, o assunto é muito mais complexo.

          • Então na sua lógica é melhor matar logo para evitar que a criança sofra depois? Incrível como a lógica pró-aborto e a pró-eugenia são parecidas.

          • Aborto mais humano? Que absurdo, viu o video? Veja o video e depois diga o que é mais humano…

        • Daniel, você certamente daria muito orgulho a Hitler, a responsabilidade é dos pais, tenho dois primos com a síndrome, são meus tios que cuidam e pagam tudo, deixe de ser ignorante e eugenista, eles têm tanto direito à vida qnto vc. Aliás, muitos deles podem ser mais úteis à sociedade do que vc, se não sabe mutos deles trabalham. Outra coisa que vale lembrar, é que se vc é um adulto hj é pq já foi um feto um dia, sem essa etapa vc não existiria como é hoje, portanto matar um feto é matar um ser humano, e nenhum ser humano tem o direito de decidir por outro, se ele pode viver ou não. Seguindo sua lógica, deveríamos assassinar todos os idosos tbm, pois eles se aposentam e ficam vivendo às custas de quem trabalha, gastando nosso dinheiro no sistema de saúde, nos asilos, viajando de graça nos ônibus, ocupando espaço em filas preferenciais, vamos matar todos os idosos tbm, vamos limitar qntos anos de vida um ser humano pode ter.

          • Como vcs conseguem distorcer as coisas, vou falar com uma porta, com certeza vai entender antes.

          • Perfeito o seu racíocinio, Aline. Gente como o Daniel pensa que só quem merece respirar quem “não dá trabalho”…! Idosos, crianças, deficientes, doentes crônicos, todos devem ser eliminados sem demora para não desperdiçar recursos e dinheiro…!

            Ele parece não perceber o quanto essa visão de mundo é repulsiva e perversa. O quanto isso é errado e parecido com a antiga eugenia nazi-facista. O quanto isso parece com a “lei da selva” que ainda vigora entre as bestas e as feras no meio ambiente natural.

            Meu caro Daniel, liberalismo sem etica e sem uma base moral sólida chega a ser quase tão abominavel quanto o próprio marxismo

    • Daniel! Você não tem humanidade. Infelizmente você faz parte de uma geração de pessoas que não sabe o que é amar, o que é doar a vida por amor ao próximo. Talvez você ache esse conceito retrógrado e arcaico, mas é o único pensamente que gera vida ao indivíduo e mantém a vida do nosso planeta. Seu individualismo me assusta. Espero que um dia abra seus olhos e mude seu pensamento.

      • Quem não tem humanidade são vocês, que são apenas pró nascimento e não pró vida. Assim como um jogo de xadrez precisamos prever as próximas jogadas, e vcs conseguem ver apenas o primeiro nível, ou seja, uma jogada a frente, o mais obvio. Mas a questão do aborto é muito mais complexa que isso. Primeiramente o aborto é muito agressivo pra mulher, e com certeza será um ultimo recurso, concordo plenamente que tem que se prevenir para evitar ao máximo e evitar de chegar neste ponto. Mas no entanto muitos dizem que “as vadias precisam fechar as pernas”, que é um absurdo. Li um livro do qual não me recordo o titulo, que comentou que a legalização do aborto em uma certa região do EUA levou a uma redução drástica da criminalidade 15 a 20 anos depois. Ai depois um “di menor” desses acaba assassinando uma pessoa de bem da sua família e ninguém vê correlação com um aborto que poderia ter sido feito, me responde ai o que é mais humano?

    • Acho que vc não sabe o que é ser liberal. Deve interpretar o liberalismo como “poder fazer qualquer coisa”. Se somente considerar a lei de propriedade privada, ou o PNA (princípio da não agressão) já justifica porque o aborto não é liberal. Não se pode ser a favor de algo que prejudique a propriedade alheia (e com propriedade também me refiro ao indivíduo). Portanto, não posso ser contra casamento entre homossexuais por exemplo, pois estarei interferindo a propriedade de outro. Do mesmo modo que não se pode concordar em extinguir uma propriedade (o feto).

      • Sou engenheiro, e a racionalidade me levou ao liberalismo e ao ateísmo. Voce esta confundindo as coisas, para lhe elucidar melhor vou te contar uma historia real que vi esses dias, um casal religioso teve uma filha, que tinha um pequeno problema do qual não me recordo, mas que com uma pequena e barata cirurgia o problema seria resolvido, mas devido a sua religião os pais foram contra, com isso hj a menina já adolescente encontra-se em uma cadeira de rodas e processou os próprios pais por negligencia.
        Eu como liberal falo convictamente que os pais tem o direto de não quererem fazer a cirurgia, mesmo que eu ache um absurdo, ou vc acha que o estado deveria obrigar os pais a fazerem? A menina deu azar de nascer em um familia com este pensamento, espero eu que por causa do processo outros não venham a fazer esta barbaridade.
        A questão do aborto é bem similar a isso, primeiramente é obvio que deve ser feito num estagio inicial da gravidez, mas se essa criança indesejada por qualquer motivo que seja, financeiro, idade dos pais, sindromes, etc. a escolha deve ser dos pais. Assim como no caso acima, como já disse anteriormente o aborto é um ultimo recurso. Podemos até entrar no outro merito que o feto não é um individuo formado, o que nos levaria a outra discussão. Tb acho estranho os comentários que dizem que me falta humanidade, onde é justamente o contrario.

    • Daniel, vc é o primeiro a querer cassar o direito do cara ser contra o aborto, querendo negar que ele seja liberal.. isso é que é paralaxe cognitiva.. dizendo-se liberal no exato momento em que é anti-liberal

      • Esse seu argumento é válido, mas quem está querendo tirar o direito de pensar diferente são vcs. É contra o aborto? Sem problemas, não aborte. Não tiro o seu direito de não querer fazer.

        • “É contra o assassinato? Sem problemas, não mate. Mas não tire o direito de outros matarem”.
          Que “argumento”.

          • Assassinato? Um punhado de células. Todos os espermatozóide e cada óvulo são uma vida tb, então milhões são mortos todos os dias por adolescentes nos banheiros. Nos 3 primeiros meses não tem formação alguma. Engraçado vcs que ” tem a visão do feto” são a favor do aborto para caso de estupro, mas me diga uma coisa, nessa perspectiva de vcs, que culpa tem o feto de ter um pai estuprador? pela “lógica” de vcs isso é assassinato igual. Pq em um caso vale e outro não? Não faz sentido essa seu “raciocínio”
            Sou engenheiro e ja discuti muito com mru irmão que é medico essa questão de onde começa a vida novo ser humano, e realmente no seus anos de estudo ele afirma que não temos um novo ser nesse início de gestação, assim como não temos em óvulos fecundados e posteriormente descartados que seriam usadps para inseminação artificial. Dizer que aborto é assassinato e uma forma superficial de argumentar, obviamente precisasse respeitar um prazo de 2 a 3 meses, seria sim ilógico abortar uma criança formada após esse período. Ahhh , mas vão dizer ” e essa linha de divisa qdo é?” Que faça com no máximo 2 meses e se tenha um mês ainda assim garantindo a não formação do novo ser. E deixem.de ser hipócritas que ninguém vai sair fazendo aborto a qq hora, será este um último recurso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here