Grupo de Cristina Kirchner racha e governo Macri pode ter maioria na Câmara

Menos de dois meses após a posse de Maurício Macri e faltando um mês para o retorno das atividades legislativas na Argentina, 12 deputados do bloco Frente para la Victoria (FPV), ligado a Cristina Kirchner, deixaram o bloco para se tornarem independentes e abriram espaço para apoiar o governo Macri. O governo espera que mais 6 deputados deixem o bloco ligado à ex-presidente socialista, bem como espera contar com o apoio do Bloco Renovador, de 35 deputados, a fim de conquistar a maioria na Câmara (129 deputados).
Dessa forma, um dos argumentos da esquerda, a de que Macri não teria capacidade de governar por ter minoria na Câmara, começa a desaparecer.

Com informações do La Nacion

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here