Guga Chacra utiliza texto de militante do PSOL para afirmar que “nazismo é extrema-direita”

Em seu blog no Estadão, Guga Chacra utilizou um texto do “acadêmico Michel Gherman, professor da Universidade Hebraica de Jerusalém e coordenador do Centro de Estudos Judaicos da Universidade Federal do Rio de Janeiro” para afirmar que “o nacional-socialismo é um movimento de extrema-direita”.

Iremos entrar no mérito do artigo cheio de falácias em outro post, mas há algo sobre o “especialista” que Guga Chacra escondeu: Michel Gherman é militante do PSOL (“Partido Socialismo e Liberdade”), um partido antissemita que já chegou a queimar a bandeira de Israel e cujo programa oficial afirma que Israel pratica “terrorismo de estado contra os palestinos”. Dessa forma, resta claro o motivo para Michel classificar o nacional-socialismo, uma política claramente de extrema-esquerda, como “extrema-direita”: distanciá-lo dos partidos de extrema-esquerda – que apoiam ditaduras socialistas como a da Venezuela – como o próprio PSOL. Veja Michel Gherman militando para o candidato do PSOL, Marcelo Freixo, na campanha eleitoral de 2016:

Atualização: a Caneta Desesquerdizadora descobriu que o texto foi encomendado por Guga Chacra ao “especialista” (que chega ao nível militante que chama quem discorda dele de “fascista”) que ele sabia que falaria que o “nazismo é de direita”.

Vaquinha O ILISP tem atuado contra a legalização do aborto e em defesa do direito à vida no STF. Para custear a causa, lançamos uma vaquinha. Os interessados em nos ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

11 COMENTÁRIOS

  1. Se ler os livros do Mises ou do Hayek, verá que a ideia de extrema esquerda ou extrema direita são, em sua estrutura, a mesma coisa, ou seja, coletivista. O socialismo de esquerda seria o socialismo marxista e o socialista de direita seria o nacionalismo, que visam ordem e planejamento central. Na Alemanha juntou-se as duas partes, formando o Nacional Socialismo. Meio óbvio, não? Mas posteriormente houve muitas brigas entre as duas vertentes, fazendo então com que Hitler atacasse os marxistas. Mas lembrando, nazismo foi sim, de esquerda, no sentido socialista da palavra. Quando se diz “de direita” nada mais é do que se referir a vertente nacionalista do coletivismo, e não a direita conservadora em si. O maior inimigo do nazismo, aliás, era o liberalismo, como o liberalismo inglês. Usar o nazismo para dizer que é de direita e fazer associações com Trump ou Bolsonaro é de uma falta de caráter e má fé enorme, sem falar na desonestidade intelectual.

  2. Procurem no google imagens de lojas de roupas na Palestina que chamam Hitler, há tbm vídeo de muçulmanos fazendo a saudação nazista na Alemanha. Os comunistas, todos eles, são pró Palestina e contra Israel, e todos os comunistas são pró Islã, mesmo com um histórico milenar de perseguição e genocídio contra cristãos e judeus. Nos gulags judeus tbm eram prisioneiros. Alguns judeus foram aliados dos comunistas e dos nazistas. Como foi constatado no vídeo, judeus tbm são inimigos de outros judeus, da mesma forma que no Brasil temos brasileiros tentando destruir seu país e seu próprio povo.

  3. Esse molequinho “cocolão”, que deve ter arrumado emprego na Globo de favor “pistolado” sequer conhece história. Antes de tudo ele precisa estudar muito, mas muito antes de dar pitacos onde não entende absolutamente nada, só pega carona interesseira para tentar fazer opinião, o que ele, obviamente, não tem. Tem solução sim, muitos livros de história da humanidade.

  4. Se mostrou um completo imbecil da imprensa esquerdista que tomou conta do Brasil, incapaz de defender tamanho absurdo, procurou nas linhas de frente dos esquerdopatas do psol um idiota para escrever esta porcaria!

  5. Sério que ainda estão nessa de vender a falsa ideia que Nazismo é de esquerda. O que o professor fala é a pura verdade, Nazismo foi e o Neonazismo é de direita.
    Durante o governo de Hittler houve a implantação de privatização em diversos setores estatais para alimentar sua máquina de guerra. Antes disso o mesmo já havia proibido a existência do partido comunista no país. Imagino que ele fez isso pq era socialista né?! Lógico que não.

    • “Privatização” onde o estado continua controlando as empresas – inclusive com interventores estatais dentro delas – é fascismo, não capitalismo. E Stalin, Mao, Pol Pot, Che, Fidel e similares também perseguiram comunistas – os que ousaram discordar deles – e nem por isso deixaram de ser socialistas.

      • Se tu tá confundido Autoritarismo como ideologia econômica (Socialismo-Capitalismo), fica claro que você está mais perdido que nunca.

        “Stalin, Mao, Pol Pot, Che, Fidel e similares também perseguiram comunistas – os que ousaram discordar deles” – Foi por motivos ideológicos? Não. Pq foi por motivos ideologicos que Hittler tomou essa medida, para ele Judeus e Comunistas eram o culpado pela Alemanha está em ruínas.

        Mussolini (fascismo italiano) também tomou medidas econômicas de direita. Durante seu regime substituiu a gestão estatal pela gestão privada e diminuiu os impostos sobre a propriedade. Alberto De Stefani foi o ministro de financias na época. Google it.

        • Engraçado, então não tem problema matar comunistas, desde que não seja “por motivos ideológicos”? A “Grande Revolução Cultural Proletária” de Mao Tsé-tung não foi nem um pouco ideológica, né?
          Substituir a gestão estatal pelo controle estatal não é “de direita”, é a própria lógica do fascismo. Seria “de direita” se ele tivesse privatizado sem que o estado controlasse direta e indiretamente as empresas depois por meio dos conselhos fascistas. Você é que está precisando usar o Google. E ler “O Estado Corporativo” do próprio Mussolini.

    • O Programa de 25 pontos do NSDAP

      A supressão do rendimento dos ociosos e dos que levam uma vida fácil, a supressão da escravidão do juro.

      Considerando os enormes sacrifícios de vidas e de dinheiro que qualquer guerra exige do povo, o enriquecimento pessoal com a guerra deve ser estigmatizado como um crime contra o povo. Pedimos por isso o confisco de todos os lucros de guerra, sem exceção.

      Pedimos a nacionalização de todas as empresas que atualmente pertencem a trusts.

      Pedimos uma participação nos lucros das grandes empresas.

      Pedimos uma reforma agrária adaptada às nossas necessidades nacionais, a promulgação de uma lei que permite a expropriação, sem indenização, de terrenos para fins de utilidade pública, a supressão de impostos sobre os terrenos e a extinção da especulação fundiária.

      Pedimos uma luta sem tréguas contra todos os que, pelas suas atividades, prejudicam o interesse nacional. Criminosos de direito comum, traficantes, agiotas etc. devem ser punidos com a pena de morte, sem consideração de credo religioso ou raça.

      Amigo, estuda um pouco sobre Spectro politico, diagrama de nolan, etc. Voce vai ver que o mundo não é somente direita e esquerda. Ai voce vai entender que nazismo é contra o capital aberto (esquerda), mas também estatizador para proteger o pais (direita) a favor da subjugação das liberdades individuais em favor do coletivo (comunismo-socialismo) mas também prega a defesa da pátria (direita).

  6. Inacreditável. O sujeito é descendente de judeu e apóia o comunismo e o PSOL.
    Também nunca imaginei que um asquenazi chegaria a esse nível.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here