Macri fecha Museu da Casa Rosada para “desesquerdar” o acervo

A mais nova medida do governo Macri causou polêmica na Argentina: o presidente ordenou que o Museu da Casa Rosada, sede da presidência, fosse fechado por um mês para “desesquerdar” o acervo e torná-lo histórico ao invés de político.

O museu foi inaugurado há cinco anos pela ex-presidente socialista, Cristina Kirchner, e se tornou em uma homenagem ao próprio socialismo defendido pelos Kirchner, incluindo elementos que criticam os opositores como “parte da oligarquia”. O secretário geral da presidência e diretor do novo projeto do museu, Fernando De Andreis, informou que “peças partidárias” como uma camisa do Racing Club com a legenda “100% K”  e os mocassins que usava o ex-presidente Néstor Kirchner não farão mais parte do acervo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here