Novo partido de Bolsonaro é social-democrata e próximo de Marina Silva

Anunciada hoje e confirmada pelo próprio deputado federal, de acordo com O Antagonista, a filiação de Jair Bolsonaro ao PEN (Partido Ecológico Nacional) levará o político a uma legenda próxima à criadora da Rede Sustentabilidade, Marina Silva.

Fundado e coordenado até os dias atuais por Adilson Barroso, ex-deputado estadual em São Paulo e o político brasileiro com mais seguidores no Facebook, o PEN teve o seu registro aprovado em 19 de junho de 2012 e declara em seu estatuto que “tem como base os conceitos da Social Democracia Cristã, com ações e projetos que estejam voltados a (sic) Ecologia”.

Seguindo essa filosofia, o presidente do partido declarou, poucos meses antes das eleições de 2014, que a legenda estava de portas abertas para que Marina Silva fosse candidata pelo PEN: “Eu topo incorporação, topo fusão, eu topo tudo se for com a Marina”, disse Barroso. O criador do partido também declarou, na ocasião, que a legenda possui ampla afinidade ideológica com a Rede. O Twitter oficial do partido chegou a afirmar que “Marina Silva é a cara do Brasil”.

Marina Silva chegou a participar pessoalmente da campanha da aliança REDE / PSB / PEN em Betim – MG nas últimas eleições de 2016. O partido também fez alianças com PT, PCdoB, REDE e PSOL em diversos municípios brasileiros nas eleições de 2016, de acordo com as informações do TSE – Tribunal Superior Eleitoral.

A chegada de Bolsonaro ao PEN – que deve levar os filhos e políticos Carlos, Eduardo e Flavio a também ingressarem no partido – deve levar a legenda a mudar de nome. As opções estudadas são a recriação do PRONA (Partido da Reedificação da Ordem Nacional) ou novos nomes como PAB (Pátria Amada Brasil) ou Patriotras. O PEN possui atualmente 3 deputados federais, 13 deputados estaduais e 14 prefeitos eleitos pelo país.

Em 2013, PEN considerava Marina Silva "a cara do Brasil"
Em 2013, PEN considerava Marina Silva “a cara do Brasil”

18 COMENTÁRIOS

  1. Bolsonaro disse q mudaria para o partido se tivesse poder de decisão, se pudesse ditar as regras. Vamos esperar, antes de criticar.

  2. Não sei porque o rebuliço, Bolsonaro é só UMA das opções que poderemos ter, se ele for para o PEN não faz diferença, exceto para as bolsonetes.

    • Jean Willis também percebeu e já avisou que vai votar no Bolsonaro por causa do nome do partido (PEN15).

  3. Sim, o partido é social-democrata e próximo de Marina Silva, mas já foi anunciado que ele passará por uma reestruturação.

  4. Gente , direita ? Bolsonaro ? Ser de direita é ser liberal , contra a intervenção do Estado na economia . Não acho que Bolsonaro siga esta linha .

  5. Faltou só citar que o JB ficou com 100% do partido.

    Ou seja, vai mudar de nome e diretrizes.

    Só não muda o número.

    Até o Lula votará nele, afinal, 51 é uma boa idéia!!!

  6. Provavelmente o partido deve mudar bastante sua ideologia, porque de cara já é perceptível que o Bolsonaro sozinho é muito maior que o partido, então o partido estará para o Bolsonaro e não o contrário.

  7. Fiquei preocupado. Aquele que viria a ser o único candidato de Direita do Brasil muito provavelmente não mais o será. Veremos se o partido fará, ainda que seja leve, alguma mudança de curso ideológico. Veremos !!!

    • O partido já está preparando para mudar de nome. Se tornara PRONA(em memoria a Enéas) ou patriotas.
      Então o partido esta se adequando ao pensamento de Jair bolapnaro e não o contrário que seria pessimo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here