Home Notícias Número de sindicatos no Brasil chega a 16,7 mil com arrecadação de...

Número de sindicatos no Brasil chega a 16,7 mil com arrecadação de 3,54 bilhões

Em um país com as relações trabalhistas e sindicais fortemente controladas pelo estado – reflexo do fascismo de Getúlio Vargas, criador da Lei da Sindicalização (1931) e da CLT (1943) – a criação de sindicatos aumentou continuamente nos últimos anos.

De acordo com o Ministério do Trabalho, há neste momento no Brasil um total de 16720 sindicatos com registro ativo, sendo 11478 de trabalhadores e 5242 de empregadores, fora confederações, federações e centrais sindicais. Foram abertos 289 novos sindicatos no país somente em 2017.

Esse excessivo volume de sindicatos foi sustentado pela “contribuição” (imposto) sindical, recolhida obrigatoriamente pelos empregadores no mês de janeiro e pelos trabalhadores no mês de abril de cada ano – e extinta pela reforma trabalhista que entrou em vigor no último dia 11 de novembro. Em 2016, os sindicatos receberam R$ 3,5 bilhões dos trabalhadores. Em 2017, a soma chegou a R$ 3,54 bilhões.

Número de sindicatos com registro ativo no Brasil. Fonte: MTE

O número de sindicatos saiu tanto do controle que há casos esdrúxulos como o “Sindicato dos Empregados em Entidades Sindicais do Estado de São Paulo“, o “Sindicato das Indústrias de Camisas para Homens e Roupas Brancas de Confecção e Chapéus de Senhoras do Município do Rio de Janeiro” e o “Sindicato da Indústria de Guarda Chuvas e Bengalas de São Paulo”, posteriormente fechado por falta de associados.

Após a extinção do imposto sindical, as centrais sindicais negociam desde agosto com o governo um nova versão do imposto disfarçada de “contribuição por negociação coletiva” que pode chegar até a 13% do salário de um mês dos trabalhadores, o que triplicaria a arrecadação dos sindicatos.

11 COMMENTS

  1. Faltou falar que os sindicatos não precisam prestar contas do uso do dinheiro dos contribuintes incautos!

  2. Torna-se sindicalista aquele que é preguiçoso demais para trabalhar, incompetente para empreender mas possuí grande capacidade de enganar, à muitos mas não a todos, senão, seria politico.

    • É uma forma de politica, mais devassa e perigosa, uma grande máfia nas relações entre trabalhadores e empregados, ou fazem como querem os sindicatos ou estão reféns dos mesmos e sua grande influencia sob o trabalhador mal informado, que sempre é engado pela politica e seus sindicatos.

  3. – Existem outras coisas esdrúxulas em relação aos sindicatos: nos termos da CLT a contribuição sindical é devida por todos aquêles que participarem de uma determinada categoria econômica ou profissional, INCLUSIVE PROFISSIONAIS LIBERAIS (CLT art. 579).

    – Algumas prefeitura exigem do profissional liberal a prova da quitação do imposto sindical para a liberação do alvará de funcionamento.

    – Sou a favor do fim da IMUNIDADE TRIBUTÁRIA CONSTITUCIONAL DOS SINDICATOS.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here