ONU quer liberação do aborto para evitar que crianças nasçam com microcefalia

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos pediu nessa sexta que os abortos sejam liberados com urgência nos países mais atingidos pelo Zika virus, a fim de garantir que as crianças morram ao invés de nascerem doentes. O pedido foi feito na sede da ONU, na Suíça, e teve endereço certo: o Brasil.
De acordo com o alto-comissário Zeid Rad’ad Zeid Al-Hussein, “é urgente que as leis que restringem o acesso ao aborto sejam revistas em adequação com as obrigações dos direitos humanos”, a fim de “garantir o direito à saúde para todos.”
O alto-comissário não explicou como é possível defender os “direitos humanos” e a “saúde para todos” e ser a favor do assassinato de humanos em formação ao mesmo tempo.

Vaquinha O ILISP comprou o domínio "aborto.com.br" e lançará uma campanha pró-vida, mas isso exige recursos. Os interessados em ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

3 COMENTÁRIOS

  1. Não é mais fácil e mais ético dizer para ao menos as mulheres esperarem para ter filhos? Pra ao menos distribuir ou subsidiar os custos de repelentes? Mobilizar as forças militares no combate?

  2. “é urgente que as leis que restringem o acesso ao aborto sejam revistas em adequação com as obrigações dos direitos humanos”, a fim de “garantir o direito à saúde para todos.”

    Isso não faz sentido algum. E o direito À vida? Matar crianças é direitos humanos? Que merda de direitos humanos são esses que não respeitam a vida de um bebê?? Isso é tão chocante que até parece piada. DESDE QUANDO ASSASSINAR BEBÊS É UMA FORMA DE GARANTIR O DIREITO À SAÚDE?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here