País onde zika vírus surgiu teve 8,7 mil casos da doença e nenhum ligado à microcefalia

De acordo com um estudo realizado pela Fiocruz e divulgado esta semana, a cepa do vírus zika que tem infectado os brasileiros possui uma semelhança de 97 a 100% com a cepa do vírus que causou o surto de zika vírus ocorrido na Polinésia Francesa entre 7 de outubro de 2013 e 6 de abril de 2014. O estudo também mostrou que a semelhança com o vírus da África (onde Cabo Verde se encontra e não foi registrado qualquer caso de microcefalia) é de 87 a 90%.

Entretanto, de acordo com um estudo feito pelo European Centre for Disease Prevention and Control (ECDC) no dia 24 de novembro de 2015 para averiguar a possibilidade de ligação entre o zika vírus e os casos de microcefalia, apenas no dia 24 de novembro de 2015 (data do estudo e um ano e meio depois do fim do surto de zika vírus ocorrido no país) as autoridades da Polinésia Francesa reportaram 17 (dezessete) casos de má formação do sistema nervoso central em fetos nascidos entre 2014 e 2015, sendo doze com lesões cerebrais e cinco com impossibilidade de engolir. Nenhuma das dezessete grávidas mencionou que foram infectadas por zika vírus, mas quatro delas tiveram resultado positivo para flavivírus em testes de laboratório, o que sugere que talvez tenham sido infectadas por zika vírus. De acordo com o mesmo estudo, a Polinésia Francesa teve 8750 casos suspeitos de zika vírus durante o período do surto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here