Partido socialista de Maduro quer fechar partidos de oposição na Venezuela

Em mais um ato da ditadura socialista venezuelana “com excesso de democracia”, o representante do Partido Socialista Unido de Venezuela (PSUV) junto à Justiça Eleitoral, Jorge Rodríguez, pediu nesta terça-feira (26) a anulação do registro da coalizão opositora Mesa de Unidade Democrática (MUD) alegando “fraude” na instalação do referendo revogatório do presidente Nicolás Maduro. O pedido ocorre em meio a expectativas de que o CNE valide as assinaturas necessárias para dar início ao processo, que, se realizado ainda este ano, pode culminar com a realização de novas eleições presidenciais no país. O PSUV é o partido do ditador socialista Nicolás Maduro.

A MUD elegeu maioria qualificada no Parlamento em dezembro, mas os socialistas têm usado o Poder Judiciário – no qual os juízes dificilmente tomam decisões contrárias ao governo – para impedir todas as ações legislativas da oposição. Dessa forma, em abril a oposição decidiu impulsionar o processo de referendo revogatório de Maduro – previsto na Constituição e já realizado em 2004 durante o segundo mandato de Hugo Chávez. Mais de 1,8 milhão de assinaturas favoráveis à saída de Maduro foram recolhidas. Os socialistas alegaram fraude e o CNE – também com membros apontados pelo governo – invalidou 600 mil delas.
A MUD deve marchar amanhã rumo ao CNE em Caracas para pressionar pela convocação da nova fase do referendo, no qual serão necessárias 4 milhões de assinaturas para convocar a votação. Uma pesquisa divulgada na quarta-feira mostrou que Maduro perderia o referendo com 64% dos votos.

2 COMENTÁRIOS

  1. “Socialismo e Liberdade”, um slogan vazio para manipular jovens ingênuos. Num programa de TV o Chico Alencar definiu o socialismo como “a radicalização da liberdade”. Se isso fosse verdade ele seria então um militante da extrema-direita, os ultraliberais. Mas deixam sempre essa fórmula vaga, imprecisa. Os recentes ataques à passagem da tocha olímpica tem sido um singelo exemplo do que entendem por liberdade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here