Peça de Zé de Abreu financiada pela Petrobras via Lei Rouanet terá que devolver R$ 126,5 mil

A organizadora da peça “Fala Zé”, realizada pelo ator petista Zé de Abreu, terá que devolver R$ 126.541,80 ao Fundo Nacional de Cultura após auditoria do Ministério da Cultura que reprovou as contas apresentadas pelo projeto. A determinação foi publicada no Diário Oficial do último dia 5 de outubro.

A proponente do projeto foi a então mulher de Zé de Abreu, Camila Paola Mosquella, utilizando o e-mail de Zé de Abreu (josedeabreu@globo.com) como contato oficial do projeto. Realizada em 2005, durante o governo Lula, a peça captou R$ 299.400,00 do dinheiro dos pagadores de impostos por meio da Lei Rouanet e teve o patrocínio integral da estatal Petrobras.

A Lei Rouanet permite que empresas destinem o dinheiro dos pagadores de impostos – aqueles que efetivamente pagaram pelos produtos e serviços – para projetos escolhidos a dedo pelo governo. De acordo com dados do Ministério da Cultura, mais de 14 bilhões de reais dos pagadores de impostos foram destinados aos projetos escolhidos pelo governo desde que a lei foi criada.

Os apoios à Ideia Legislativa que visa extinguir a Lei Rouanet continuam abertos e podem ser feitos por meio deste link.

SHARE
Marcelo Faria

Presidente do ILISP e empreendedor.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here