DOE

Peça de Zé de Abreu financiada pela Petrobras via Lei Rouanet terá que devolver R$ 126,5 mil

A organizadora da peça “Fala Zé”, realizada pelo ator petista Zé de Abreu, terá que devolver R$ 126.541,80 ao Fundo Nacional de Cultura após auditoria do Ministério da Cultura que reprovou as contas apresentadas pelo projeto. A determinação foi publicada no Diário Oficial do último dia 5 de outubro.

A proponente do projeto foi a então mulher de Zé de Abreu, Camila Paola Mosquella, utilizando o e-mail de Zé de Abreu (josedeabreu@globo.com) como contato oficial do projeto. Realizada em 2005, durante o governo Lula, a peça captou R$ 299.400,00 do dinheiro dos pagadores de impostos por meio da Lei Rouanet e teve o patrocínio integral da estatal Petrobras.

A Lei Rouanet permite que empresas destinem o dinheiro dos pagadores de impostos – aqueles que efetivamente pagaram pelos produtos e serviços – para projetos escolhidos a dedo pelo governo. De acordo com dados do Ministério da Cultura, mais de 14 bilhões de reais dos pagadores de impostos foram destinados aos projetos escolhidos pelo governo desde que a lei foi criada.

Está gostando do conteúdo? COMPARTILHE!

Mais Recentes

Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...
Em evento no Senado, ILISP lança o Mapa da Liberdade para Trabalhar
Um pequeno empreendedor que tirou a...

Leia Sempre Primeiro

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba sempre em Primeira Mão!