Prefeitura de São Paulo cria tribunal racial para definir cor da pele de quem tentar usar cota

Inspirando-se na Alemanha nazista e nos tribunais raciais do apartheid da África do Sul, a Prefeitura de São Paulo, controlada pelo petista Fernando Haddad, criou esta semana a figura do tribunal racial para definir a cor daqueles que tentem usar cotas nos concursos da prefeitura.

A portaria que cria o tribunal racial – chamado de “Comissão de Monitoramento e Avaliação” – foi publicada na última terça-feira (26/04) no Diário Oficial do Município e já está em vigor. Candidatos que eventualmente não sejam considerados negros o suficiente para usar as cotas (que são autodeclaradas) serão investigados pelo novo tribunal racial.

Vaquinha O ILISP tem atuado contra a legalização do aborto e em defesa do direito à vida no STF. Para custear a causa, lançamos uma vaquinha. Os interessados em nos ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

12 COMENTÁRIOS

  1. Pessoas lindas do meu Brasil varonil, para variar discute-se tudo mas não a premissa, o conceito!!! Defina-se primeiro o que é negro e , a partir daí, vamos decidir o que fazer. Hoje um mequetrefe qualquer tem o poder discricionário de dizer se sou preto ou branco e isso, aqui em Pindorama, o discricionário, sempre levou à propina…

  2. São poucos que lê o edital antes de completar a inscrição, pelo fato de que a regra não diz sobre todos e sim sobre poucos concursos com a isenção isso sendo ainda alguns que é estendido o prazo menos a isenção!!!
    Já passo a analisar antes de confirma e agora esto sempre avaliando antes de concorrer.
    Ate mesmo os de medicina (em abertos por cima tres (3)) que alias tem tantos.

  3. Ai ai

    Se isto for verdade, realmente é um absurdo. Tem muitas pessoas com a cútis bem branca, cuja família é composta a maioria por negros, enquanto há de aparência negra que só o pai é negro. Se o interesse fosse realmente corrigir a injustiça histórica, deveria dar cotas para crianças negras pobres. Muitas mães não podem trabalhar ou largam na casa de qualquer um porque não tem vagas em creches. No entanto, crianças não votam, logo, dão para adultos que podem votar e serem persuadidos nas aulas ideológicas da Faculdade.

  4. Gostaria que respondessem esta Pergunta: Eu sou Branco ou Pardo mas muito Pobre, e preciso muito dessa cota, entre mim tem um negro muito rico, de quem seria a vaga ???

    • Seria sua porque as cotas são sociais e por renda. Tem cotas para brancos, negros, indígenas e todas etnias. As pessoas que criticam provavelmente nem leram o programa de ações afirmativas. No caso, um negro e RICO, não se encaixa no requisito básico para participar do programa

      • A cota não é social nada. Está enganada. Leia a íntegra da lei. Só fala em cor. Pretos e pardos. Preto rico tem direito a cota por causa da discriminação que sofreram seus antepassados. Lei imbecil. Tbm tô na sua situação Nilso. Quando falo que vou prestar concurso pra cotas, logo vem alguém que estudou em colégio bom, não é meu caso, estudei em colégio público e ruim, desde a sexta série, me dizer que eu sou branco. Tenho familiares morenos. A lei de cotas só considera renda, pra Enem. Pra concurso, não considera renda.

      • Lógico que se encaixa. A cota é racial, tem cota pra negro de baixa renda e negro renda livre. Se for negro tem direito a cota sim, independente de renda. Conheço muitos negros ricos, que estudaram a vida toda em escola particular, fizeram cursinho pré-vestibular particular e entraram em faculdades públicas pelo sistema de cotas.

      • Engano seu. No Enem existe cotas para negros, pardos e índios independente da faixa salarial e outra cota para negro e pobre. Tem cota também pra quem cursou todo o ensino médio em escola pública. Ou seja, não estudou não vai conseguir completar o curso. Tem que ter uma base mínima pra frequentar a Faculdade ou então vai só perder tempo.

  5. Mais fácil acabar com as cotas. No entanto, acho que o critério não será cor, mas alinhamento ideológico, e a quantidade de melanina é só desculpa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here