DOE

Prefeitura de São Paulo cria tribunal racial para definir cor da pele de quem tentar usar cota

Inspirando-se na Alemanha nazista e nos tribunais raciais do apartheid da África do Sul, a Prefeitura de São Paulo, controlada pelo petista Fernando Haddad, criou esta semana a figura do tribunal racial para definir a cor daqueles que tentem usar cotas nos concursos da prefeitura.

A portaria que cria o tribunal racial – chamado de “Comissão de Monitoramento e Avaliação” – foi publicada na última terça-feira (26/04) no Diário Oficial do Município e já está em vigor. Candidatos que eventualmente não sejam considerados negros o suficiente para usar as cotas (que são autodeclaradas) serão investigados pelo novo tribunal racial.

Está gostando do conteúdo? COMPARTILHE!

Mais Recentes

Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...
Em evento no Senado, ILISP lança o Mapa da Liberdade para Trabalhar
Um pequeno empreendedor que tirou a...

Leia Sempre Primeiro

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba sempre em Primeira Mão!