Presidente da Colômbia confirma 3177 grávidas com zika vírus e nenhum caso de microcefalia

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, afirmou no último sábado que não há evidência de que o zika vírus tenha causado qualquer caso de microcefalia no país, apesar de 3177 grávidas terem sido diagnosticadas com o vírus.
Santos afirmou também que provavelmente mais de 25600 colombianos foram infectados pelo vírus, com três mortos confirmados até o momento.
Enquanto isso, o Ministério da Saúde do Brasil segue afirmando que os casos de microcefalia no país têm relação com o zika vírus, enquanto a ONU aproveitou a epidemia para incentivar o aborto.

Com informações do New York Times

ATUALIZAÇÃO: Essa notícia foi CENSURADA no Facebook em menos de DUAS HORAS. Os defensores do aborto denunciaram a foto com a barriga de uma grávida para impedir que mais pessoas compartilhassem a notícia. Alteramos a foto para evitar o problema. Então, já sabe: COMPARTILHE!

Vaquinha O ILISP tem atuado contra a legalização do aborto e em defesa do direito à vida no STF. Para custear a causa, lançamos uma vaquinha. Os interessados em nos ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

18 COMENTÁRIOS

  1. Sinceramente, deveriam fazer uma correlação entre as mulheres que tomaram vacinas contra o HPV e câncer do colo do útero, com estes casos de microcefalia.

  2. Li recentemente uma teoria de um médico que o problema da microcefalia estaria vinculado ao período de vacinação no Brasil, da vacina tríplice e principalmente na região norte onde foi prorrogado a campanha de vacinação e que estas vacinas podem ser a causa principal por conter em sua formulação o virus da rubéola que deveria ter uma orientação para as mulheres não engravidar por um período após tomarem a vacina…

  3. O nosso governo está fazendo isso para tirar nossa atenção dos problemas que realmente estão acontecendo. Estou grávida e cheguei a ficar neurótica por conta desses absurdos!! O Zyca está aí pq?? Foi o governo que autorizou a criação deste mosquito e hoje nos fazem novamente reféns deles, inventando diversas histórias para tirar nossa atenção do que realmente está acontecendo!!

  4. Mais um lobby de laboratórios, com os fumacê, uma parte dos mosquitos morre, outra entra em contato com o inseticida e sobrevive criando resistência e transmitindo de forma modificada o veneno para as pessoas que ele dá a picada, enquanto os laboratórios dominarem a fabricação de venenos e medicamentos continuarão surgindo novas doenças…

  5. ZIKA E OS CARTÉIS DOS AGROTÓXICOS
    FONTE: Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco).
    – … “É preciso também problematizar o uso de produtos químicos numa escala que desconsidera as vulnerabilidades biológicas e socioambientais de pessoas e comunidades. O consumo de tais substâncias pela Saúde Pública só interessa aos seus produtores e comerciantes desses venenos. São insumos produzidos por um cartel de negócios muito lucrativo, que atua em todo o mundo e que, mesmo com evidências dos riscos provocados pelos organofosforados e piretroides, dos quais se conhecem tantos efeitos deletérios, têm tido o apoio de agências internacionais de Saúde Pública, como o Fundo Rotatório da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) e da Organização Mundial da Saúde (OMS). Uma simples consulta às fichas de segurança química de tais produtos entregues pelas empresas aos órgãos de Saúde Pública mostra que esses produtos, a exemplo do Malathion, são neurotóxicos para o sistema nervoso central e periférico, além de provocarem náusea, vômito, diarreia, dificuldade respiratória e sintomas de fraqueza muscular, inclusive nas concentrações utilizadas no controle vetorial. Quanto à toxicidade ambiental é recomendado evitar seu uso no meio ambiente, o que não tem sido observado, pois seu lançamento é feito da forma como aqui denunciamos. Tais agências se constituem em instâncias de decisão para a compra e distribuição de venenos para todos os países vinculados à Organização das Nações Unidas (ONU). Os fornecedores são os mesmos cartéis de empresas produtoras de agrotóxicos que operam na agricultura, tornando-a também tóxica e químico-dependente. Esse modelo, pós-II Guerra Mundial, destacamos, impôs-se também para o controle das doenças vetoriais em Saúde Pública”. …
    FONTE: – sanitaristas e pesquisadores da Saúde Coletiva que atuamos no GTs Saúde e Ambiente; Saúde do Trabalhador; Vigilância Sanitária; Promoção da Saúde e Desenvolvimento Sustentável; Educação Popular e Saúde e Alimentação e Nutrição em Saúde Coletiva da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco).

  6. Não se esqueçam que antes que a criança se forme, ali ja bate um coraçãozinho! aborto é igual a assassinato! Não tem diferença.

  7. Marcelo, curto a página do ILISP entre outras
    Normalmente me alinho com as idéias defendidas por aqui mas neste caso fiquei confuso com o que foi apresentado.
    Como defender princípios liberais e ao mesmo tempo condenar o uso da liberdade para decidir o que fazer com seu próprio corpo ?

    • Respondo a pergunta com outra pergunta: como defender VIDA, liberdade e propriedade, que são os princípios liberais, e ao mesmo tempo defender que essa vida seja morta?
      A mulher tem toda liberdade para fazer o que bem entender com o próprio corpo. Mas o feto *não é* o corpo da mulher, mas sim um hóspede do mesmo.

      • Cara, fui obrigado e te responder. Genial resposta. Eu chego a ficar com raiva quando vejo alguém defendendo o aborto. É inacreditável que as pessoas tenham tamanha irresponsabilidade e se escondam atrás de chavões esquerdistas para justificar uma verdadeira barbárie. Parabéns!

      • Isso mesmo Marcelo Faria. É muito estranho, uma luta pela liberdade do que fazer com o corpo de outra pessoa, a liberdade deve estar na decisão responsável de fazer sexo com proteção para não engravidar.

      • Sim.. é um hóspede que por livre arbítrio resolveu habitar esse corpo. Ridículo esse raciocínio!!! Tua mãe deveria ter pensado assim!

        • Não, é um hóspede que por *livre arbítrio dos pais* (com a exceção de um estupro) habitou o corpo da mãe por meio de uma relação sexual consensual na qual, biologicamente, a ausência de proteção tende a levar à gravidez. E sim, minha mãe pensou exatamente assim, por isso mesmo estou aqui vivo e escrevendo.

  8. Magno Machado Paulo, existe um grande burburinho sobre o zika e microcefalia, mas o vínculo ainda é circunstancial, já que as duas doenças tem acontecido ao mesmo tempo. O que os especialistas dizem é que existe sim a possibilidade uma vez que os casos de microcefalia tem aumentado desde que falou-se em casos de zika no Brasil, mas ainda são necessários vários estudos para se comprovar a relação e como/qndo ela acontece, se comprovada.

  9. Ao invés de ouvir este ou aquele governo, é mais prudente buscar a opinião de especialistas na área. E ao que se indica até agora, há sim alguma relação entre virus zika e microcefalia.

    Quanto ao aborto, se for no inicio da gestação eu sou a favor mesmo o feto sendo perfeitamente saudavel. Mas discordo de quem quer utilizar o zika como justificativa para legalização do aborto.

    • Magno, independente de ser no inicio, meio ou fim da gestação, já existe vida desde o momento da fecundação, sendo assim aborto é CRIME em qq fase da gestação. Não se resolve problemas abortando e uma criança deficiente não é um brinquedo quebrado q deve ser jogado fora pq nao presta. Se vc for pai de um filho saudável e um dia essa crianca ficar inválida vc iria matá-la? Nao venha me dizer q são situações diferentes pq na verdade o resultado final é o mesmo. Pense nisso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here