Salário de Marta é superior ao de 99,6% dos jogadores de futebol masculino atuando no Brasil

Na semana passada, uma comparação esdrúxula causou amplas discussões na Internet: a comparação entre os salários de Marta e Neymar – com base no número de gols feitos na seleção, como se o salário de um atleta dependesse somente da seleção – com o claro intuito de inferir “machismo” nos esportes. A comparação foi devidamente destruída pela página Caneta Desesquerdizadora, que colocou a realidade dos dados na mesma imagem:

Marta, que foi eleita cinco vezes a melhor jogadora de futebol do mundo, recebe $400.000,00 por ano (R$ 1.300.000,00) de seus patrocinadores – Coca-Cola e Puma – que utilizam sua imagem para aumentar as vendas junto às mulheres. O clube em que Marta atua, o FC Rosengård da Suécia, não paga qualquer salário à atleta, dado que o futebol feminino atrai cerca de 1.000 pagantes por jogo naquele país. Mesmo assim, o salário de Marta é o segundo maior do mundo no futebol feminino, atrás apenas da atacante americana Alex Morgan ($450.000,00 por ano), que atua na principal liga de futebol feminino do mundo, a dos EUA.

Pode parecer “pouco” perto de alguns salários do futebol masculino, com o de Neymar, mas na verdade Marta ganha um salário superior ao de 99,6% dos jogadores de futebol masculino que atuam no Brasil. De acordo com levantamento feito pela CBF no ano passado, 99,6% dos jogadores atuando por aqui ganham menos de R$ 100.000,00 por mês (R$ 1.300.000,00 por ano, contando o 13° salário), sendo que a ampla maioria (82,4%) ganham até R$ 1.000,00 por mês.

Salário dos jogadores de futebol masculino atuando no Brasil
Salário dos jogadores de futebol masculino atuando no Brasil

Obviamente, futebol é um jogo com 11 atletas e não apenas Marta. E o salário das demais integrantes da seleção brasileira feminina continua superior à ampla maioria dos jogadores de futebol. As 23 atletas escolhidas para a seleção permanente – como muitas não têm clubes por falta de demanda, foi necessário montar uma seleção permanente até o final das Olimpíadas – recebem no mínimo R$ 9.000,00 por mês, o que as coloca entre o 4% de jogadores mais bem pagos do futebol nacional.

Ou seja: mesmo tendo uma demanda inferior pelo futebol feminino, os salários das jogadoras da seleção brasileira segue acima dos salários das ampla maioria dos jogadores de futebol masculino atuantes no Brasil.

Vaquinha O ILISP comprou o domínio "aborto.com.br" e lançará uma campanha pró-vida, mas isso exige recursos. Os interessados em ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

42 COMENTÁRIOS

  1. se a Marta ganha tudo isso, é pq ela pode, ela luta pelo futebol feminino, diferente do masculino, que se vaza a bosta do Neymar, o fotografo ganha milhões e milhões. Menos mimimi e mais amor ao futebol.
    Marta joga mais que o Neymar sim, e ele ainda ganha mais que ela.

  2. Quantos jogos de futebol feminino você já assistiu? Nenhum, porque pouco passa na tv.
    Pouco passa na tv porque a maioria não gosta.

    A matemática é simples.

    É a mesma coisa do cara que vai pra qualquer balada no Brasil e quer ouvir só rock ou música eletrônica ou hiphop.

    Eu acredito que em cidades grandes você até tenha opção. Mas como morador de cidade de interior, aqui só acontece sertanejo, funk e pagode.

    No inicio do ano aqui mesmo na minha cidade abriu uma casa de show voltado pro público rock. No início era novidade, e como a cidade tem poucas opções, bombou. Hoje já tem mais DJ do que bandas.

    E por causa disso eu vou sair por aí reclamando que os empresários são uns oportunistas e não criam opções de entretenimento para todos?

    Não tem uma balada no Brasil que sobreviva tocando só eletronico ou hiphop. Se você é desses que ama essa musica eletrônica chata e enjoativa (obs: eu sou um desses), problema é seu.

    É a mesma coisa com o qualquer coisa que não tem audiência. Infelizmente ou não é uma simples questão de gosto da maioria.

  3. Marta foi a melhor jogadora do mundo, mas ha alguns anos não é mais. Ela é um símbolo do futebol feminino no mundo, não apenas no Brasil. Com exceção de países como EUA, onde o futebol é muito popular entre as mulheres, no Brasil o futebol feminino praticamente não existe. Alguns tentativas foram feitas não não vingaram. É uma pena, existe muita mulher que sabe jogar bola no Brasil. Se for pela lógica do mercado jamais vai existir futebol feminino no Brasil, assim como não vai existir canoagem, atletismo e por ai vai. Esses esporte não passam na tv aberta não tem público. Mas durante as olimpíadas a audiência foi incrível. A questão é como estimular esses esportes, entre eles o futebol feminino. Talvez o modelo americano, onde tudo começa nas escolas. Ou quem sabe nos clubes grandes, atrelando a transmissão a uma preliminar com futebol feminino pegando carona no masculino ate o esporte se popularizar de verdade no Brasil e não apenas de 4 em 4 anos. O que sei é que marta já jogou muita bola. Já foi uma jogadora maravilhosa, com Neyma é hoje. E

  4. Não concordo com o comparativo, pois ela é vista com craque e deve ser comparada com craques do inverso masculino, também a porcentagem é complicada, visto que o proporcional masculino de homens que são jogadores profissionais é bem maior que as mulheres. No que diz respeito a encher estádios isso faz sentido, realmente um jogo feminino tem público baixíssimo. A maioria dos apreciadores de futebol dão preferência a um jogo ruim masculino a um jogo bom feminino. Não acho que seja um caso de direita e esquerda também, acredito que seja mais cultural mesmo. Machismo? Um pouco sim, porém tecnicamente o futebol feminino tem que melhorar, até por que numa questão cronológica faz pouco tempo que mulheres jogam profissionalmente e é aí que o machismo atrapalhou, pois por muitos anos o futebol foi tido como esporte exclusivamente masculino e o preconceito atrapalha no desenvolvimento de qualquer coisa em qualquer âmbito.
    Há uma discrepância mas também há muito o que se evoluir no fut feminino.

  5. Algumas pessoas não têm talento, outras tem mas não têm oportunidades, algumas oportunidades com pouco talento… Mas se continuarem pobres ou de classe média baixa serão indiferentes … Mas aí deles se enriqueceram. Serão desdenhados por muitos!

  6. que piada… deve ser um daqueles comunas caviar…
    a mídia, patrocinadores pagam mais para quem está mais em evidência… é a lei do mercado.
    é o que falta para a “esquerda” do mundo… estudo, leitura, trabalho, dedicação, esforço, sacrifício, conquistas, meritocracia!

  7. Aí que tá, a Marta não joga no Brasil. Por que comparar ela com atletas que atuam no Brasil? O análogo masculino é o Neymar, que vejam só, não atua mais no Brasil. Natural a imagem fazer a comparação entre os dois. Aliás, na tentativa persuasiva do discurso à imagem usada como base da matéria deve vocês, eu fico com a imagem, que entre as artimanhas narrativas está jogando mais limpo.

  8. Muito fácil falar que ela ganha mais quando vocês esquecem que ela ja foi 5 VEZES A MELHOR JOGADORA DO MUNDO. Ela ganha SIM mais do que os homens, pelo simples fato dela ser a melhor na area, e nao pelo fato de ser mulher. Quantos desses 99% tem um titulo mundial????
    Ou voces querem que até a maior jogadora de futibol do Brasil de todos os tempos tenha que ganhar menos do que todos os outros jogares das series A, B, C, D……..me poupe!!!

    • Uma eleição feita por um punhado de “especialistas” nunca está acima de títulos e resultados. E público no estádio e comprando camisetas, coisa que o futebol feminino não consegue ter fora de Olimpíadas.

  9. Não é questão de ser machista, é a simples Matemática do dinheiro. Personalidades como o Neymar fazem o dinheiro se multiplicar, como por exemplo: qualquer música que o cara canta vira sucesso em menos de uma semana (vide aquela “ai se eu te pego” – fala sério). O cara faz dinheiro brotar da terra. E digo mais, podem até me chamar de machista, mas com exceção de final de campeonato ou olímpiadas, jogo de futebol feminino nao tem graca nenhuma!

  10. 1 marta mil neymares no futebol.Por que o futebol feminino num tem público? não tem apoio,esquecido,como se não existisse,só aparece de 4 em 4 anos. Se liga, infelizmente existe desigualdade no mundo,entre sexo, raça,países. Esquece essa de direita e esquerda,que modo limitado de explicar a sociedade e a complexa realidade,existem infinitos lados.
    Mérito? só mérito? . Achar que todas as pessoas no Brasil,dos países subdesenvolvidos, e nos países pobres tem as mesmas oportunidades é no mínimo ingênuo.Partindo da ideia da meritocracia é como dizer que a índia por exemplo, só não ultrapassa EUA no quadro de medalhas na olimpíadas, simplesmente por que não quer,pq são acomodados.Cadê as medalhas Serra Leoa,Togo,Zâmbia, Quênia e Etiópia?que falta de empenho,de vontade, aprendam com os amigos americanos,Chineses, Alemães,holandeses.

  11. Que desonestidade intelectual sem tamanho.
    Marta – 5 bolas de ouro
    23 atletas da seleção brasileira de futebol feminino semifinalistas das ultimas 3 ou 4 olimpiadas.
    E você comparando com jogadores de várzea.

    • E não enchem nem um estádio com 1000 pessoas em jogos de clubes, que é o que paga a conta.
      Então sim, a comparação está perfeita.

    • Uma coisa que as pessoas tem que entender é que o salário não é pago pelo governo, é pago por uma empresa que usa o atleta como propaganda pra conseguir dinheiro. Se uma atleta da muito rendimento várias empresas vão querer o contrato dele, se não da tanto poucas empresas vão querer. A culpa de mulheres atletas não chegarem ao rendimento de atletas homens é o desinteresse geral em suas atuações, por outro lado Neymar, Merci, Cristiano Ronaldo geram bastante propaganda e jogam campeonatos que dão muito mais dinheiro. Você pode ganhar centenas de campeonatos, se ninguém liga pra eles não vai ganhar mais do que alguém que ganho um ou dois mundiais com maior público. Fora que não existe comparação entre categorias, alguém que ganha 30 prêmios em uma modalidade não necessariamente é melhor do que outra pessoa que ganho um ou dois, ou até nenhum em outra modalidade muito mais disputada, e futebol masculino é MUITO mais disputado, estilo de jogo do futebol feminino não tem nada a ver com futebol masculino, se no masculino um time deixar tanto espaço quanto o feminino deixa não passaria da série C.

  12. Eu entendo que não há machismo algum e que, óbvio, não deve haver comparação entre Neymar e Marta, tampouco equiparação.

    Cada um com seus rendimentos e o mercado definirá qual merece este ou aquele salário (e por certo elegerá aquele que trouxer maior retorno).

    Apesar disso, fiquei com uma dúvida: a Marta recebe US$ 400k de SALÁRIO (0) + PATROCÍNIO (400K), certo?

    O levantamento da CBF só leva em consideração o SALÁRIO e não o PATROCÍNIO.

    Ou seja, será que essa comparação é válida? Em verdade, a impressão que eu tenho é que daqui a pouco os esquerdistas vão usar este artigo como prova de que a Marta recebe salário (0) abaixo de todos os jogadores profissionais, rsrs.

    • O levantamento da CBF leva em consideração o salário e corresponde a US$400.000, assim sendo trata-se do mesmo ser pago por meio de patrocinadores, assim como vemos por diversas vezes os patrocinadores pagarem o salário do jogador… Desta forma o clube não paga nada e tem o contrato da atleta mantido por meio do patrocinador.

      • Marcelo, acho que o Igor esteve ausente da internet na última semana. Quem aqui não acompanhou as diversas tentativas de se usar a Olimpíada para denunciar um suposto machismo no esporte? Parabéns, por mais esse artigo de desmascaramento.

    • O UÉ, Não se pode falar sobre o que às feministas supostamente dizem sobre “Mulher ganha menos blá blá”?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here