Trabalhadores pobres recebem multa de R$ 4 mil por falta de alvará para lavar carros na rua

Em pleno caos social e econômico causado pela pandemia – com 12,9 milhões de desempregados espalhados pelas cinco regiões do país – muitas pessoas arriscam suas vidas e buscam trabalhar nas condições mais desafiantes e insalubres em nome da sobrevivência e do sustento da sua família.

Este era o caso do gaúcho Valter Hugo Chaves Júnior e sua mãe, que devido ao desemprego começaram a trabalhar lavando carros nas ruas para obter o seu sustento.

No entanto, a prefeitura de Porto Alegre, comandada por Nelson Marchezan Jr. (PSDB), ao tomar conhecimento do serviço prestado pela família, decidiu multá-los em R$ 4.000,00 por não possuírem alvará do corpo de bombeiros para lavar carros na rua. O caso foi divulgado ontem, nas redes sociais, onde obteve grande repercussão.

Devido a uma burocracia estatal desnecessária, mais uma família perdeu seu meio de sustento. Para o estado, você pode “estar matando” ou “estar roubando” na rua, só não pode trabalhar sem a autorização da prefeitura.

2 COMENTÁRIOS

  1. Alguém conhece essa família? Vamos tentar ajudar fazendo uma vaquinha no face, cada um doando 2,00 facinho tem esse valor com sobra para eles montarem o próprio negócio.

  2. A pior máfia que existe é o Estado… Isso tudo está cansando já…
    Não faz sentido! Eles trabalharam porque precisam de dinheiro. Óbvio que não ganharam nem perto dos 4 mil que agora a máfia quer roubar deles…
    Essa multa deve ser revertida! A máfia deve pagar R$ 4mil a essa família

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here