Vereador apresenta projeto que determina prisão perpétua para quem for “sarcástico” com animais

Em mais um exemplo do nível de absurdo que os membros do estado alcançam ao legislar, o vereador Rodrigo Maroni (PR) apresentou um projeto que determina a “pena de prisão perpétua em clínica psiquiátrica a quem for sarcástico com animais, estuprá-los e enterrá-los vivos no município de Porto Alegre”. O projeto não define o que seria “ser sarcástico com animais”.

Na exposição dos motivos do projeto, o vereador salienta que ele seria importante para “protegê-los de qualquer infortúnio relacionado a dor e sofrimento” e “salvaguardar dos malfeitores os animaizinhos”. A Procuradoria da Câmara Municipal de Porto Alegre já se manifestou contra o projeto, na medida em que “a proposição tem conteúdo normativo que regula matéria penal, extrapolando do âmbito de interesse local, de competência do Município, e incidindo em violação aos artigos 22, inciso I, e 30, inciso I, da Constituição da República”, mas o projeto segue em tramitação.

Esse não é o primeiro projeto esdrúxulo apresentado pelo vereador Rodrigo Maroni. Há poucos meses o mesmo vereador apresentou outro projeto que determinaria que toda família de Porto Alegre seria obrigada a adotar cães e gatos, como se uma canetada obrigando milhões de pessoas a fazerem algo que um vereador quer fosse resolver alguma coisa.

10 COMENTÁRIOS

  1. Imagine que um imbecil desse eleito, embolsa todos os meses sem atrasos, numa cidade como o Rio, nada menos de 18.000Rs fora as vantagens e safadezas. Meu Deus ! quando seremos reconhecidos como Brasileiros filhos de uma grande nação?? – acredito que perdemos o bonde do desenvolvimento conhecimentos e educação.

  2. Permitam-me transcrever (copiar-colar) os comentários acima feitos (pois concordo _ipsis literis_ com eles):
    “Este animal (o vereador) deve ser “meio-anarfa”. Imagino que no lugar de “sarcástico” quis dizer “sádico”, pelo menos o termo faria sentido no contexto da lei absurda que o mesmo propõe.”
    “Apoio toda iniciativa que objetive uma legislação muito mais dura para com os que cometem atrocidades com animais sencientes e, honestamente, incomoda notar a leviandade do ILISP para com essa questão. No mais, é cômico que um legislador confunda o conceito de sarcasmo.”

  3. Pessoal do ILISP, deixem claro qual é o objeto da crítica de vocês. Assim como naquele artigo sobre a obrigatoriedade de salva-vidas em piscinas olímpicas, que muitos leitores acharam que se tratava de um posicionamento contra a segurança dos atletas por parte de vocês, neste aqui fica parecendo que são a favor dos maus-tratos aos animais. Pelo que entendo, a crítica é feita aos políticos que acreditam que a existência de uma lei pode por si só mudar o comportamento de um indivíduo. No entanto, muitos leitores adotaram uma interpretação incorreta daquela artigo, e temo que o mesmo possa acontecer com este e tantos outros que vierem.

  4. ”Amo” a minha Porto Alegre, sempre ganha destaque mundo afora pelas BESTEIRAS que saem daqui. A “Habana brasileña” que vai botar Luciana (Tarso) Genro no poder se merece! Olha, eu apoio “O Sul é meu país”, mas pelo amor de Deus, não anexem Porto Alegre sob pena de quebrar a região!

  5. Apoio toda iniciativa que objetive uma legislação muito mais dura para com os que cometem atrocidades com animais sencientes e, honestamente, incomoda notar a leviandade do ILISP para com essa questão. No mais, é cômico que um legislador confunda o conceito de sarcasmo.

  6. Este animal (o vereador) deve ser “meio-anarfa”. Imagino que no lugar de “sarcástico” quis dizer “sádico”, pelo menos o termo faria sentido no contexto da lei absurda que o mesmo propõe.

    • É mesmo!! Acho que só assim se justifica ( em parte) esse maluco: ele confundiu ‘sádico’ com ‘sarcástico’ !! Muito bem pensado!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here