À humorista “Socialista Morena”: sim, a esquerda é violenta e muito!

Sou fã da Cynara Menezes, fina moça que comanda a página de humor Socialista Morena.

Quase todos os dias dou uma olhada em seus posts, sempre muito engraçados. A cada dia ela se consolida como uma das mais talentosas comediantes do Brasil.

Escrevo esse texto porque chamou minha atenção a reação a uma publicação que ela fez alguns dias atrás. O que foi feito para nos fazer rir, motivou muitas pessoas a compartilhar como forma de atacar a “direita” e defender a esquerda.

A piada de Cynara:

Aos que compartilharam a piada, esclareço algumas coisas.

John Kennedy, presidente pelo Partido Democrata – a esquerda americana – tentou invadir Cuba para acabar com a ditadura socialista na ilha. Seu assassino, Lee Harvey Oswald, era um ex-fuzileiro naval que desertou para a União Soviética antes de voltar aos EUA.

Martin Luther King foi um pastor da Igreja Batista que pregava a militância não violenta contra o racismo e foi morto por um fugitivo do sistema penal americano (James Earl Ray), ou seja, um daqueles criminosos que a esquerda adora defender.

Nelson Mandela foi um terrorista que utilizava a causa racial para tentar implantar um regime comunista na África do Sul. O grupo do qual ele fazia parte tinha como método atentados a bomba contra civis inocentes, sequestros, torturas e assassinatos até de negros não alinhados ao movimento; e, como se fosse pouca barbárie em seu país, apoiou diretamente os golpes comunistas que levaram Angola, Congo, Etiópia, Moçambique, Zimbábue e Zâmbia à miséria. Foi preso em 1962 pela polícia durante o governo de Charles Robberts Swart, um político declaradamente fascista, ou seja, de esquerda.

Sim, governos de direita torturaram e mataram na América do Sul. Mas os socialistas mataram, só em Cuba, mais do que todas as ditaduras de direita juntas. Sem contar os grupos terroristas como as FARCs, da Colômbia, que roubaram, sequestraram, torturaram e mataram literalmente centenas de milhares de pessoas por quase 60 anos.

Sobre a Primeira Guerra Mundial, pergunto: quem era direita e quem era esquerda no conflito que teve, de um lado, Reino Unido, França e Império Russo, e do outro, o Império Alemão e o Império Austro-Húngaro?

Sobre a Segunda Guerra Mundial, imagino que os seguidores de Cynara tenham confundido o nazismo como um movimento de direita. Sendo assim, lembro que o Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães, liderado por Hitler, era fundamentalmente um movimento revolucionário marxista que estatizou os meios de produção por meio de intervenções diretas nas grandes empresas, impondo o que cada uma deveria produzir, em qual quantidade, por quais métodos e a quem os produtos seriam distribuídos; bem como quais preços seriam cobrados e quais salários seriam pagos aos trabalhadores, e quais os lucros caberia aos proprietários. Nicolás Maduro promove a mesma coisa na Venezuela. Não podemos nos esquecer que, até invadir a URSS, Hitler era aliado de Stalin.

Quem combateu os guerrilheiros comunistas no Vietnã foi o Partido Democrata, que representa a esquerda americana, à época sob a liderança do presidente Lyndon Johnson.

É verdade que a direita americana, representada pelo Partido Republicano, entrou em guerra contra a ditadura sanguinária de Saddam Hussein e contra o grupo Talibã, famoso por humilhar, explorar, torturar e assassinar mulheres.

Por outro lado, o presidente que autorizou o lançamento de duas bombas atômicas sobre o Japão, monarquia absolutista que havia invadido diversos países no leste asiático promovendo as maiores atrocidades, incluindo o uso de armas químicas, também foi um membro do Partido Democrata: Harry Truman, vice de outro presidente Democrata que faleceu em exercício, Franklin Roosevelt. Mais alguns milhares de mortos na conta da esquerda.

Quando Cynara escreve “a esquerda é violenta” é porque a esquerda é violenta mesmo. Muito!

Todas as atrocidades promovidas na história da humanidade somadas não se comparam à violência que as ditaduras socialistas impuseram às suas próprias populações no último século com pelo menos 100 milhões de mortos por “boas balas” socialistas ou pela fome gerada pela estatização dos meios de produção.

Em pleno século XXI, só há dois locais do mundo onde as pessoas são proibidas de sair do país em busca de melhores condições de vida: Cuba e Coreia do Norte, duas ditaduras socialistas.

É preciso ter o espírito leve e descontraído para ler Cynara Menezes. A comédia é sua arte. É por suas piadas que ela deve ser reconhecida.

Vaquinha O ILISP comprou o domínio "aborto.com.br" e lançará uma campanha pró-vida, mas isso exige recursos. Os interessados em ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

21 COMENTÁRIOS

  1. INCRÍVEL. Não aguentava mais. Todo jornalzinho fazendo militância de esquerda, este, pelo contrário, teve compromisso com a verdade. Até citou as ditaduras do Sul. Continue assim que vai longe

  2. A esquerda deveria mostrar o que sabe fazer, ajudar as criaturas, mas por que não fizeram isso nestes anos todos? Tiveram a faca e o queijo na mão e não mudaram, só nos afundaram na lama. Se a esquerda é isso, então eu fico na direita e não posso me estender muito em certos assuntos, pois precisaria ler muito, mas muito mesmo.

  3. Só li verdades! Nota 10. A regra é simples: a Esquerda brasileira tenta, com sua parte caviar alienar o proletariado com o “Lula lá” e por debaixo dos panos vai criando vários zumbis que se prendem a suas ideologias lunáticas. Creio que se Marx estivesse vivo até ele iria ter vergonha do que Lenin e Stalin fizeram e transformaram sua ideologia.

  4. Faltou dizer que no dia 1 de setembro de 1939 , a Alemanha invade a Polônia em conjunto com a URSS , em ação coordenada por rádio. Um pelo leste , e outro pelo oeste.
    Isso não é ensinado nos livros de história do Brasil.

  5. Mais um posto em que vão falar a asneira de dizer que o nazismo era de esquerda só porque era autoritário como se fosse impossível que o mesmo fosse autoritário e de direita. Esperava mais do João César que era um dos poucos que mantinha seus textos sãos, mas pelo visto todo o ilisp gosta de passar vergonha.

      • Nazismo sempre foi sempre essa caixa de pandora.
        Do meu ponto de vista, nazismo era de Centro, mas isso não quer dizer que era neutro.
        Varias ações de extrema esquerda e varias de direita, algumas coisas conservadores e outras liberais. Hitler escolheu a dedo as características a seguir.
        Essa briguinha se era de esquerda ou direita é ridícula, a regra é clara, Governo com poder demais, DA MERDA. Não interessa ideologia, raça, princípios, moral, vies politico.
        Nesse sistema ultrapassado de governo, corrupção é apenas mais uma ferramenta administrativa.

        • Governo com poder demais é a principal característica da esquerda. Pelo jeito você é mais um ignorante que deve dizer “não sou de esquerda nem de direita, sou do bem”. Pronto. Essa é a maneira mais fácil de se reconhecer um esquerdista. Como tem gente burra nesse mundo. Meu Deus.

    • É, de certo se chamava Partido Nazi, abreviação de Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães (Nationalsozialistische Deutsche Arbeiterpartei, em alemão), a toa. Né?

    • Apenas mais um fake analfabetizado pelo Ministério da Educação Comunista lambe-saco do merda do Paulo Freire.

    • O nazismo era um regime totalitário e ponto. Não era de direita nem de esquerda pois os polos políticos do pós primeira guerra eram bem diferentes dos de hoje.
      Vcs não podem falar que era de direita pela opressão racial e social de quem não pertencia à classe ariana nem podem falar que era um governo de esquerda pq trazia “socialista” no nome. O buraco ali é bem mais embaixo e o nazismo deve ser estudado à parte. Considerando todos os contextos da época.

  6. É uma tática bem cafajeste. Ataca-se com uma palavra o que custam alguns parágrafos para ser refutado.
    Alguns têm a pachorra de ler. Pura canalhice intelectual.

  7. Esse foi um dos melhores textos que já li aqui no ilisp, parabéns João César de Melo, passarei a acompanha-lo.

  8. Absolutamente sensacional. Como não tenho “estômago” para o humor burro da esquerdofrenia, só consigo me divertir quando topo com essa sova de desmascaramento. Porque a esquerda além de burra é mal caráter, essa gente mente muito de propósito mesmo, se valendo da lavagem cerebral doutrinária que seu desgoverno submeteu a educação brasileira.

  9. O problema dos esquerdistas brasileiros é a total ignorância da História e praticamente sobre tudo! Me admira que muitos esquerdopatas são formados em grandes universidades PÚBLICAS,já que filhos de pobre tem que pagar para estudar e mesmo assim continuam mais ignorantes do que antes.Eu conheço essa página e essa moça.Só fala besteiras.Foi por essa e outras que sai do facebook e no Youtube entro em poucas páginas.A internet foi uma criação maravilhosa para quem quer se informar melhor sobre tudo mas abriu espaço para VERDADEIRAS BESTAS HUMANAS E ESSA MOÇA É UMA DELAS!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here