DOE

Bolsonaro fica de cara com um gol sem goleiro, mas chuta para fora

Falar sobre a Dilma em tempo de crise é mais fácil que roubar doce de criança. O que não faltam são argumentos contra esse (des)governo. Poderia falar sobre o financiamento de ditaduras através do BNDES, do treinamento do MST pela Venezuela, do apoio do PT ao Maduro, da vinda de bolivianos contratados para apoiar o PT, dos 30 reais pagos aos manifestantes petistas, do anão diplomático, do financiamento da UNE, da tentativa de livrar o Lula e etc. Enfim, existem tantos argumentos que poderiam ser usados para massacrar a esquerda e o PT em rede nacional, mas o deputado Jair Bolsonaro, durante a votação pela aprovação do processo de impeachment de Dilma,  decidiu elogiar Cunha e o golpe de 64.

Se já era difícil desassociar a direita e os liberais da ditadura militar, o Jair Bolsonaro deu um jeito de piorar isso. Agora a esquerda vai ficar a semana toda tentando convencer o povo de que o processo democrático chamado “Impeachment” é o mesmo que o Golpe de 64, quando o povo perdeu o direito de eleger seus representantes.

Agora vamos torcer para que o povo não caia nessa ladainha da esquerda.

Está gostando do conteúdo? COMPARTILHE!

Mais Recentes

Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...
Em evento no Senado, ILISP lança o Mapa da Liberdade para Trabalhar
Um pequeno empreendedor que tirou a...

Leia Sempre Primeiro

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba sempre em Primeira Mão!