DOE

Coelhinho do estado por que me assaltas assim? Como o estado morde boa parte da sua páscoa

Apesar de ser um fenômeno relativamente recente, as redes sociais se tornaram fonte de várias tradições. Uma delas, sem dúvida, é a reclamação geral sobre o preço dos ovos de Páscoa e a campanha para não comprá-los. Normalmente, usa-se a comparação do peso de chocolate do ovo e da barra do mesmo fabricante.

Você esquece do valor emocional do produto, e pensa apenas no valor utilitário. Se fosse apenas uma questão de valor utilitário, bastaria você presentear alguém com um kit de chocolate em pó, leite condensado, uma forma de ovo e um papel brilhante.

Ainda, um ovo de Páscoa só faz sentido nessa época e não em qualquer data como o Carnaval. Esse é o efeito da sazonalidade e que cria o valor emocional que influencia no preço.

Achou que o preço não vale? Ora, você conta com a concorrência para economizar! Pode comprar outras marcas, outros tamanhos, comprar em quantidade para ter descontos ou até mesmo comprar os materiais, fazer seus próprios ovos de Páscoa e lucrar com isso se quiser.

No entanto, há um participante nessa negociação que não teve qualquer contribuição na criação, fabricação, distribuição ou comercialização: o estado. Ele sempre come seu pedaço e não permite negociação nem alternativa.

As pessoas não acham estranho entregar seu dinheiro, de forma obrigatória, a alguém que não colaborou em nada no bem adquirido. Por outro lado, acham condenável pagar, de forma voluntária, o empresário que assumiu o risco e os custos do que você comprou.

Para ilustrar, peguei informações recentes do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), e preparei o infográfico abaixo. Tire suas conclusões.

Um para você, um para o estado
Um para você, um para o estado

Está gostando do conteúdo? COMPARTILHE!

Mais Recentes

Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...
Em evento no Senado, ILISP lança o Mapa da Liberdade para Trabalhar
Um pequeno empreendedor que tirou a...

Leia Sempre Primeiro

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba sempre em Primeira Mão!