DOE

A verdade sobre os dados de homicídios nos EUA desmente a lógica desarmamentista

Nos últimos 15 anos, segundo o Centers for Disease Control and Prevention, o número de novas armas de fogo disponíveis nos EUA triplicou, com a indústria americana de armas fabricando 11 milhões de armas em 2013. Mas, para o espanto dos desarmamentistas, as taxas de homicídios nos EUA têm diminuído ano após ano, segundo o FBI, atingindo em de 2013 a menor taxa dos últimos 20 anos.

No entanto, sempre surgem matérias mencionando os EUA como um país violento e alegando que estados com leis menos restritivas para posse e porte de armas possuem mais mortes causadas por arma de fogo. O que essas matérias não mencionam, propositadamente e de forma desonesta, é que tais mortes são a soma de homicídios, suicídios e mortes acidentais causadas por arma de fogo. Tal tática foi inclusive usada numa matéria do programa de televisão Fantástico, como denunciado e exposto por Bene Barbosa no artigo O “Fantástico” mundo das mentiras sobre o desarmamento.

Entretanto, no último dia 22 de fevereiro tais mentiras voltaram a surgir por meio do músico Leoni. Em sua página no Facebook, o mesmo divulgou o seguinte gráfico:

leeeeoni

Para analisar a veracidade dos dados expostos, é necessário buscar fontes sérias e confiáveis, e os dados do FBI são excelentes para esse tipo de busca. Computando os dados sobre homicídios expostos no estudo Crime in United States 2013, elaborado pelo FBI, e os dados da NRA sobre as leis de armas em cada estado dos EUA, é possível verificar que os estados onde não há qualquer necessidade de permissão estatal para o porte velado de armas fogo possuem as respectivas taxas de homicídios por 100 mil habitantes:
Alaska: 5.6
Arizona: 4.7
Wyoming: 2.7
Kansas: 3.1
Maine: 1.6
Vermont: 1.6
Média: 3.21

Por outro lado, os estados em que o direito de portar armas de fogo é muito restrito possuem as seguintes taxas de homicídios por 100 habitantes:
Maryland: 6.1
California: 4.4
New Jersey: 3.9
New York: 3.1
Média: 4.37

Logo, é possível perceber que a média das taxas de homicídios nos estados em que o direito ao porte de arma é muito restrito tende a ser maior do que a média dos estados onde sequer é necessário uma permissão estatal para exercer esse direito. Em outras palavras: restringir o direito ao porte de armas, impondo restrições estatais, não garante a redução das taxas de homicídios.

Está gostando do conteúdo? COMPARTILHE!

Mais Recentes

Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...
Em evento no Senado, ILISP lança o Mapa da Liberdade para Trabalhar
Um pequeno empreendedor que tirou a...

Leia Sempre Primeiro

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba sempre em Primeira Mão!