DOE

China planeja demitir seis milhões de funcionários públicos e reduzir o tamanho do estado

O governo da China, a segunda maior economia do mundo, pretende demitir até seis milhões de funcionários públicos nos próximos três anos como parte do esforço para reduzir o excesso de capacidade produtiva e a poluição – a indústria de carvão, sozinha, terá dois milhões de funcionários demitidos – gerada por “companhias zumbis”, empresas estatais que paralisaram parte de sua produção mas que mantém funcionários públicos na folha de pagamento, mesmo com prejuízos. O governo chinês planeja gastar até 23 bilhões de dólares apenas com os custos envolvidos nos processos demissórios.

As demissões fazem parte de um plano estrutural do governo chinês para reduzir a interferência do estado na economia, o que também incluirá reduções de impostos, desregulações de mercados e cortes nos gastos públicos. O altamente ineficiente estado chinês emprega 37 milhões de funcionários públicos (dados de 2013) e é responsável por 40% da produção industrial e 50% dos empréstimos bancários no país.

Está gostando do conteúdo? COMPARTILHE!

Mais Recentes

Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...
Em evento no Senado, ILISP lança o Mapa da Liberdade para Trabalhar
Um pequeno empreendedor que tirou a...

Leia Sempre Primeiro

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba sempre em Primeira Mão!