DOE

Contra xenofobia, supermercado remove produtos estrangeiros e fica parecido com o socialismo (Veja)

Em uma tentativa de combater o racismo e a xenofobia, ideologias crescentes na Europa e EUA, um supermercado privado na Alemanha resolveu remover todos os produtos estrangeiros de suas prateleiras para mostrar como seria um país ultra-nacionalista. Após as remoções, o supermercado ficou parecido com os mercados de regimes socialistas, como a nossa vizinha Venezuela. A maior parte das prateleiras ficaram vazias.

Às vezes é difícil enxergar o quanto a sociedade moderna depende do livre comércio internacional. É com a cooperação de bilhões de pessoas no mundo, de diferentes nacionalidades, que se cria desenvolvimento social-econômico no mundo todo.

O resultado dessa campanha na Alemanha, apenas mostra que ser nacionalista não difere muito da mentalidade socialista. O protecionismo é tão prejudicial ao desenvolvimento de uma nação quanto as estatizações dos meios de produção promovidas por regimes socialistas.

Compartilhe nas redes sociais:

Mais Recentes

Boa Vista/RR se torna a capital mais livre para trabalhar do Brasil
A cidade de Boa Vista, capital...
Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...