DOE

Coordenadora de movimento contra “censura” nas artes tentou censurar biografias na justiça

Foi lançada neste final de semana a campanha “#342 Artes – Contra a censura e a difamação”, formada por artistas coordenados por Paula Lavigne. Ironicamente, o grupo planeja combater a “censura” – na verdade, os boicotes e críticas feitos nas redes sociais nas últimas semanas contra exposições como Queermuseu e a “performance” com um homem nu sendo tocado por uma criança no MAM – por meio da verdadeira censura: processando políticos e movimentos que criticaram as “obras de arte”.

Um dos primeiros vídeos da campanha, feito por Fernanda Montenegro e divulgado por Vanessa da Mata, já está no ar:

A coordenadora do grupo de artistas “342 Artes”, Paula Lavigne, também coordena a Associação Procure Saber – da qual fazem parte Chico Buarque, Gilberto Gil, Milton Nascimento, Caetano Veloso e Erasmo Carlos, entre outros artistas – entidade que passou anos tentando censurar e proibir biografias não autorizadas por meio da justiça com base no “direito à intimidade e privacidade”. Em 2015, uma decisão unânime dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) liberou a publicação das biografias sem autorização prévia com base no direito à liberdade de expressão.

Paula Lavigne é ex-mulher de Caetano Veloso e causou polêmica em uma entrevista dada à revista Playboy onde afirmou que sua primeira relação sexual – com o compositor – foi aos 13 anos, na festa de aniversário de 40 anos de Caetano. De acordo com a legislação brasileira anterior a 2009, relação sexual com menores de 14 anos era considerada presunção de violência punível com pena de reclusão de acordo com o Código Penal.

Compartilhe nas redes sociais:

Mais Recentes

Bagé-RS recebe prêmio como município com mais Liberdade para Trabalhar no Brasil
A cidade de Bagé, no Rio...
Fórum Liberal 2023: Boa Vista-RR recebe prêmio de capital com mais Liberdade para Trabalhar
A capital de Roraima, Boa Vista,...
Michel Temer é premiado pela Reforma Trabalhista e defende “respeito à vontade do povo”
O ex-presidente Michel Temer recebeu o...
Fórum Liberal 2023 discutiu avanço da liberdade para trabalhar nos estados
O Fórum Liberal 2023, organizado pelo...
Fórum Liberal 2023 discutiu o avanço da liberdade para trabalhar nos municípios
O Fórum Liberal 2023, organizado pelo...
Fórum Liberal 2023 debateu: é preciso regular motoristas e entregadores de aplicativos?
O Fórum Liberal 2023, organizado pelo...