DOE

Em dois dias, 1,1 milhão de venezuelanos assinam apoio ao referendo para tirar Maduro do poder

As filas aumentaram na Venezuela. Mas, dessa vez, não estão sendo feitas para comprar comida. Em apenas dois dias, 1 milhão e 100 mil venezuelanos compareceram aos locais de assinatura para aprovar o pedido de referendo e retirar do poder o presidente socialista da Venezuela, Nicolás Maduro. O volume é cinco vezes superior ao exigido pelo Consejo Nacional Electoral (CNE, o TSE venezuelano) para que o processo do referendo seja iniciado pelo CNE.

Após o CNE analisar e validar as assinaturas, serão necessárias 4 milhões de assinaturas para que o referendo seja efetivamente convocado pelo CNE. Por fim, para revogar o mandato de Nicolás Maduro, a votação a favor do “Sim” no referendo deve ser superior a 7.587.532 votos (número de votos que Maduro obteve em 2013 quando foi eleito). Nas últimas eleições parlamentares, realizadas em dezembro de 2015, havia 19,5 milhões de eleitores venezuelanos aptos a votar.

Está gostando do conteúdo? COMPARTILHE!

Mais Recentes

Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...
Em evento no Senado, ILISP lança o Mapa da Liberdade para Trabalhar
Um pequeno empreendedor que tirou a...

Leia Sempre Primeiro

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba sempre em Primeira Mão!