DOE

Governador petista de Minas Gerais recebeu R$ 14,5 milhões de propina, diz delator

O empresário Benedito Rodrigues de Oliveira Neto, o Bené, afirmou que a Odebrecht e a OAS pagaram R$ 14,5 milhões em propina ao governador de Minas Gerais, o petista Fernando Pimentel (PT). O relato foi feito em delação homologada pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça). Pimentel já foi denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro.

Segundo Bené, a cúpula da Odebrecht pagou R$ 11,5 milhões em dinheiro vivo para garantir a liberação de empréstimos do BNDES no exterior que financiaram, com o dinheiro dos pagadores de impostos brasileiros, obras como o metrô de Buenos Aires e uma obra da empresa na África. Além da Odebrecht, a OAS também participou do financiamento ilegal da campanha do petista com R$ 3 milhões.

Está gostando do conteúdo? COMPARTILHE!

Mais Recentes

Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...
Em evento no Senado, ILISP lança o Mapa da Liberdade para Trabalhar
Um pequeno empreendedor que tirou a...

Leia Sempre Primeiro

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba sempre em Primeira Mão!