DOE

Governo planeja cobrar Mega CPMF até sobre saques e depósitos em dinheiro

O governo planeja criar uma Mega CMPF com alíquota inicial de 0,4% sobre saques e depósitos em dinheiro. Já para pagamentos no débito e no crédito, a alíquota inicial será de 0,2% (para cada lado da operação, pagador e recebedor).

O plano é que ambas as taxas sejam elevadas ao longo do tempo para substituir gradualmente a tributação sobre salários e o IOF. O sonho de consumo de Marcos Cintra, Secretário da Receita Federal, é que a Mega CPMF se torne um “Imposto Único” no longo prazo.

Marcelo de Sousa Silva, secretário especial adjunto da Receita Federal, defendeu a Mega CMPF nesta terça-feira (10) no Fórum Nacional Tributário (promovido pelo Sindicato dos Auditores Fiscais, em Brasília).

Silva admitiu que o novo imposto significaria a socialização do custo da previdência social para todos os brasileiros. “Estamos transferindo o ônus para toda a sociedade”, afirmou.

As mudanças devem integrar a proposta de reforma tributária elaborada pela equipe econômica que deve ser enviada ao Congresso. O plano está dividido em três partes: a criação do imposto sobre pagamentos, a junção de diferentes impostos federais em um único tributo sobre bens e serviços e mudanças no imposto de renda.

Um imposto em cascata que incentiva a informalidade e a desbancarização

Diversos economistas pelo país já se manifestaram contra a criação da Mega CMPF, um imposto que é cobrado em cascata ao longo de toda a cadeia produtiva, incentivando a informalidade e a desbancarização para fugir do imposto. O imposto é tão ruim, mas tão ruim, que nenhum país no mundo o utiliza na forma prevista pelo governo.

Além disso, o imposto incide sobre transações que não geram renda como doações, transferências entre amigos e empréstimos bancários, aumentando a carga tributária sobre os consumidores e reduzindo a demanda por bens e serviços. Vale a pena ver a explicação de Marcos Lisboa sobre o tema:

https://www.facebook.com/ilisp.org/videos/2056965654600432/

Está gostando do conteúdo? COMPARTILHE!

Mais Recentes

Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...
Em evento no Senado, ILISP lança o Mapa da Liberdade para Trabalhar
Um pequeno empreendedor que tirou a...

Leia Sempre Primeiro

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba sempre em Primeira Mão!