Greve dos bancários faz aplicativos de bancos superarem o Tinder no top ranking

A tentativa dos bancários de chamar a atenção dos bancos e dos clientes para mostrar sobre a importância do trabalho deles dentro das agências acabou não dando muito certo. Assim como aconteceu com os taxistas, que fizeram greve no Rio para lutar contra o Uber e por fim fez aumentar o número de usuários do concorrente, a greve dos bancários tem feito aumentar a procura por agência digital, principal  concorrente dos bancários.

Na PlayStore do Android, aplicativos de bancos estão entre os mais baixados e superam inclusive aplicativos como Skype e Tinder. O Itaú também lidera no ranking de aplicativos novos com um aplicativo que permite abrir uma conta bancária sem precisar ir em alguma agência.

Para driblar a greve, os bancos também tem enviado e-mails aos clientes com propaganda das ferramentas digitais existentes que substituem a necessidade de ir em agências.

Veja: 

resolva-tudo-sem-precisar-ir-em-agencia

 

 

 

10 COMENTÁRIOS

  1. Night, sua resposta é dura, porém é verídica e exprime a realidade. Pois GREVE = PIRRAÇA.
    Deixemos de ser criança BRASIL e vamos ser responsáveis pelos nossos atos, se não está satisfeito procure outro trabalho e seja feliz.

  2. Eu trabalho com automação bancária, to tão tristinho com a greve. 🙁
    Além de garantir meu emprego agora e pelos anos que virão, ainda me torna mais valioso ao mostrar o quão irrelevantes são os bancários, faz greve mesmo, amanhã nem emprego você vai ter, vai lá depois ver se a CUT te arruma uma vaga entre os vagabundos dela.

    Trabalho a 10 anos com bancos e sei o quão cretinos eles podem ser, mas eu não reclamo, sabe por que? Eu não aceito trabalhar para eles por um valor e depois venho choramingar mais. Eu não faço empréstimos a juros absurdos e depois venho reclamar. Eu faço acordos sabendo o que eles são e aceito ou nego de livre e espontânea vontade. Quando não estou feliz com o salário vou procurar outro emprego, não faço aliança com sindicatos de vagabundos e baderneiros pra impedir os outros de trabalharem.

    Dê risada hoje bancário, amanhã só vai te sobrar choro.

  3. Ammooo a tecnologia, já que o atendimento bancário é péssimo. Filas infernais, mal humor dos atendentes. Sou muito mais o uso do SAC e do internet Banking, pelo menos não sou obrigada a olhar para uma pessoa mal humorada insatisfeita com o emprego que tem, pensando que os clientes tem culpa disso. Viva a modernidade de se fazer tudo pelo seu celular.

  4. Sou bancário, e acho essa uma boa notícia. Muitos clientes vão para o banca realizar procedimentos que podem ser realizados pelos aplicativos, lotando agência e exigindo demandas de trabalho. Isso nunca foi um tiro no pé, o objetivo da greve não é prejudicar os clientes.

  5. Bancos sempre tiveram péssimo atendimento, mesmo hoje são horas na fila para fazer coisas simples, por sorte faço tudo pela internet, muito mais prático e fácil, faz muito tempo que não piso numa agência e tenho dó de quem tem que fazer isso..

  6. Serviços digitais não são concorrente de bancos ou bancários, muito pelo contrario, incentivamos o uso destes canais de auto-atendimentos, e oque pleitamos assim como todos os cidadãos é aumento no mínimo de acordo com a inflação do ano anterior. E sentimos profundamente que os assalariados não possam também pleitar pelos seus direitos.

    • Você acha que não é assalariada??? Rsrsrs
      Tenho uma novidade: assalariado é qualquer indivíduo que “venda” sua força de trabalho ao empregador (seja este empregador da iniciativa privada ou não), que é o dono do capital. Você é dona ou ao menos uma das acionistas majoritárias da instituição bancária? Se a resposta for não, tenho péssimas notícias: você é assalariada.

    • Você acha que não é assalariada??? rsrsrs. Vou te contar uma novidade: assalariado é todo indivíduo que “vende” sua força de trabalho ao empregador, que é o dono do capital. Não importa se este empregador é da iniciativa privada ou se é o Poder Público, se você não é dona de nada, ou ao menos sócia majoritária, então você é assalariada. Espero que você seja empresária, rica, etc, pois ficaria até feio ver uma reles proletária falar como se fosse empresária (“sentimos profundamente que os assalariados…”), como se fosse diferente dos demais trabalhadores brasileiros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here