DOE

Média de mortes da ditadura socialista venezuelana já supera ditadura militar brasileira

A média de mortes da ditadura socialista da Venezuela já supera o período mais sangrento de nossa história recente. Durante a ditadura militar brasileira, entre 1964 e 1985, foram mortos ou desaparecidos 434 pessoas, uma média de 20,9 por ano. Já na Venezuela, somente esse ano, desde que  Nícolas Maduro oficializou a ditadura socialista, já morreram 112 venezuelanos.

Em menos de um ano, a ditadura socialista já matou cinco vezes mais que a média da ditadura militar brasileira. Mas esses  números não são suficientes para revoltar partidos de esquerda no Brasil, que normalmente usam as mortes do período militar brasileiro para ganhar eleições no país. Recentemente,  o PT e PC do B ignoraram a violência do ditador socialista e assinaram apoio a ditadura sanguinária da Venezuela.

 

 

Está gostando do conteúdo? COMPARTILHE!

Mais Recentes

Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...
Em evento no Senado, ILISP lança o Mapa da Liberdade para Trabalhar
Um pequeno empreendedor que tirou a...

Leia Sempre Primeiro

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba sempre em Primeira Mão!