DOE

Na Argentina, servidores públicos demitidos e sindicatos vão às ruas contra Macri

O presidente argentino Mauricio Macri enfrenta, nesta quarta-feira, a primeira greve de alcance nacional de funcionários estatais, apoiada por dois sindicatos em uma passeata até a Casa Rosada, em repúdio às milhares de demissões no setor público.

A Associação de Trabalhadores do Estado (ATE), com 240 mil afiliados em todo o país, organizou a jornada de protestos a que aderiram os dois setores em que se divide a Central de Trabalhadores Argentinos (CTA), junto a partidos de esquerda, segundo comprovou um jornalista da AFP.
Com informações do Jornal Zero Hora

Está gostando do conteúdo? COMPARTILHE!

Mais Recentes

Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...
Em evento no Senado, ILISP lança o Mapa da Liberdade para Trabalhar
Um pequeno empreendedor que tirou a...

Leia Sempre Primeiro

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba sempre em Primeira Mão!