DOE

Neymar será indenizado por erros do estado

Por constranger Neymar e seus pais com a imoral divulgação dos seus dados fiscais, que não deveriam ser divulgados pela receita federal, o governo terá de pagar R$ 80 mil para o atacante por danos extrapatrimoniais e mais R$ 50 mil para os pais do atleta.

Provando o tamanho do prejuízo para a imagem do atacante, a união ainda será obrigada a pagar R$ 18 mil de honorários advocatícios e, caso novos documentos sejam divulgados, uma indenização no valor de R$ 10 mil também terá de ser paga.

O juiz Eduardo Rocha Penteado concluiu que houve a divulgação de dados sigilosos, a partir do momento em que um repórter do jornal Folha de S.Paulo exibiu para os advogados de Neymar uma cópia de uma decisão administrativa da Receita Federal que condenava o jogador do Barcelona por negócios supostamente simulados. A presunção de inocência é um princípio jurídico universal e está previsto até na verborrágica constituição federal.

Está gostando do conteúdo? COMPARTILHE!

Mais Recentes

Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...
Em evento no Senado, ILISP lança o Mapa da Liberdade para Trabalhar
Um pequeno empreendedor que tirou a...

Leia Sempre Primeiro

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba sempre em Primeira Mão!