DOE

Para reduzir atrasos e aumento nos custos, Alckmin vai privatizar 60% das linhas de Metrô

O governo Geraldo Alckmin vem enfrentando problemas com o Metrô. Obras atrasadas, projetos que não são entregues, possibilidade de despejo e até um perdão de dívida da Alstom que gerou polêmica. O Ministério Público (MP) vai investigar o caso, aliás.

Em meio a tudo isso, surge, segundo reportagem da Folha de S. Paulo desta terça-feira (2), a proposta de privatizar até 60% das linhas do Metrô. A ideia é privatizar a operação de 6 das 9 linhas existentes ou planejadas nos próximos anos. E o plano é realizar a primeira concessão ainda até o final do ano.

Segundo o jornal, o primeiro “pacote” de privatizações reúna a linha 5-lilás (hoje do Capão Redondo até Chácara Klabin) e a linha 17-ouro (monotrilho que passará por Congonhas).

Além do “pacotão”, a linha 15-prata (monotrilho da zona leste) também será concedida à iniciativa privada, enquanto a linha 18-bronze (SP-ABC) deve ser tocada em regime de PPP (parceria público-privada).

Está gostando do conteúdo? COMPARTILHE!

Mais Recentes

Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...
Em evento no Senado, ILISP lança o Mapa da Liberdade para Trabalhar
Um pequeno empreendedor que tirou a...

Leia Sempre Primeiro

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba sempre em Primeira Mão!