DOE

Personal é chamada de “racista” por campanha de papel higiênico preto

O lançamento de um novo papel higiênico, o Personal VIP Black, fez a empresa Santher ser o mais novo alvo dos justiceiros sociais online. A campanha do novo produto utiliza a hashtag #BlackIsBeautiful, o que fez o movimento racista negro acusar a empresa de “apropriação cultural e racismo” por ser uma frase de um movimento negro americano nos anos 1960.

A atriz Marina Ruy Barbosa é a estrela da campanha. Em comunicado enviado a jornalistas, a Personal afirmou que “a cor sempre foi considerada ícone de estilo e refinamento nos universos de luxo e da moda” e que a “campanha reflete essa integração entre a cor e a sofisticação”.

https://www.youtube.com/watch?v=Vz1Pa4N1WKw

 

O ILISP coletou alguns dos comentários chamando a campanha de “racista”. Confira:

personal-1

Outra pessoas, entretanto, perceberam o quão ridículo é acusar uma campanha de “racista” por causa de duas palavras comuns na língua inglesa:

personal-2

Está gostando do conteúdo? COMPARTILHE!

Mais Recentes

Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...
Em evento no Senado, ILISP lança o Mapa da Liberdade para Trabalhar
Um pequeno empreendedor que tirou a...

Leia Sempre Primeiro

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba sempre em Primeira Mão!