DOE

Sem remédios, venezuelanos usam medicamentos para cães para não morrer

Com mais de 90% dos medicamentos faltando no país socialista, os Venezuelanos têm recorrido a remédios para cães para não morrer. A médica María Yánes diz que o caso de Gina gera controvérsia, mas garante conhecer vários médicos que estão receitando medicamentos de uso veterinário para seus pacientes. Segundo ela, trata-se de uma “medicina de guerra” diante da crise, recorrendo a remédios que não produzem os mesmos efeitos nos seres humanos e que ainda podem ter efeitos colaterais graves.

Já o Hospital Raúl Leoni, no estado de Bolívar, há uma semana suspendeu transfusões de sangue por falta de material para o teste de sorologia, que permite detectar se o doador é portador de HIV, hepatite B e C, doença de chagas ou sífilis.

Está gostando do conteúdo? COMPARTILHE!

Mais Recentes

Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...
Em evento no Senado, ILISP lança o Mapa da Liberdade para Trabalhar
Um pequeno empreendedor que tirou a...

Leia Sempre Primeiro

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba sempre em Primeira Mão!