DOE

Triplex de Lula foi financiado com dinheiro do FGTS dos trabalhadores

Quanto mais as investigações avançam sobre a corrupção do PT, mais entendemos porque o nome do partido é “Partido dos Trabalhadores”: porque os trabalhadores são suas principais vítimas.
O edifício Solaris, no Guarujá, onde está o triplex de Lula, foi financiado pela liberação irregular de recursos do FGTS, ou seja, de milhões de trabalhadores brasileiros. A OAS Empreendimentos emitiu R$ 300 milhões em debêntures para financiar várias obras que eram da Bancoop. Esses títulos foram adquiridos pela Caixa com recursos do FGTS, ou seja, dinheiro do trabalhador. A empreiteira deu como garantia os recebíveis dos empreendimentos e os terrenos dos edifícios. Quem avaliava essas garantias? A Sscore Soluções, que pertence a André Luiz de Souza, então representante da CUT no conselho curador do… FGTS.
Essas debêntures financiaram, até 2013, R$ 58,4 milhões em empreendimentos da Bancoop, sendo R$ 43,5 milhões para o Altos do Butantã – onde o presidente da CUT ganhou seu apartamento – e outros R$ 14,9 milhões foram investidos no Solaris.

Com informações d’O Antagonista

Está gostando do conteúdo? COMPARTILHE!

Mais Recentes

Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...
Em evento no Senado, ILISP lança o Mapa da Liberdade para Trabalhar
Um pequeno empreendedor que tirou a...

Leia Sempre Primeiro

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba sempre em Primeira Mão!