A farsa da “moderação” de Guilherme Boulos

O candidato de extrema-esquerda Guilherme Boulos surpreendeu indo para o segundo turno na eleição para prefeito de São Paulo.

Em vez de manter sua clássica postura agressiva e radical, Boulos optou por adotar uma postura mais moderada e conciliadora. Em sabatina já afirmou que não é inimigo do setor privado e nem invasor de terras, enquanto no debate de ontem (16) em São Paulo buscou ter uma postura muito mais conciliadora do que polarizadora como de costume.

Muita gente pode se iludir com a postura do candidato psolista, mas ela não apaga o histórico do candidato.

Guilherme é o filho de família rica – só o seu pai, Marcos Boulos, recebe R$ 32 mil por mês de aposentadoria, fora as consultas – que optou por largar sua vida na burguesia paulista para atuar em movimentos sociais.

Há anos lidera o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto – MTST, conhecido pelas constantes violações de propriedade e diversas outras ilegalidades (ao contrário do que ele diz atualmente).

Boulos defende a ditadura cubana e da ditadura venezuelana de Nicolás Maduro, dois regimes socialistas totalitários responsáveis por perseguir e promover assassinatos em massa contra a própria população. Para Boulos, tanto Cuba quanto Venezuela são democracias com governos legítimos.

Para completar o pacote, Boulos e seu grupo de invasores organizaram – em dezembro de 2016, portanto há menos de quatro anos – a depredação do prédio da FIESP, na Avenida Paulista paulistana, por não concordarem com a aprovação da PEC 55, aquela que estabeleceu que o estado brasileiro não pode gastar mais do que arrecada.

Muitos enxergam como positiva a atual postura de Guilherme Boulos de buscar a moderação, acreditam até que ele está se aproximando do centro, mas esta postura apenas mascara suas reais intenções: transformar São Paulo na próxima Caracas, a capital da Venezuela.

Está gostando do conteúdo? COMPARTILHE!

Mais Recentes

Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...
Em evento no Senado, ILISP lança o Mapa da Liberdade para Trabalhar
Um pequeno empreendedor que tirou a...

Leia Sempre Primeiro

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba sempre em Primeira Mão!